Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/9312
Título: Análise mecanicista comparativa de estruturas de pavimentos para uso em corredores de autocarros
Autor: Gregorio, Raphael Khoury
Orientador: Jacob, Angelo Manuel Goncalves
Palavras-chave: SMA
EME
MBAM
Elsym5
Misturas betuminosas
Módulo elevado
Fadiga
Asphalt mixtures
High modulus
Fatigue
Data de Defesa: 2016
Resumo: Os congestionamentos se tornaram o grande problema de mobilidade nos grandes centros urbanos brasileiros. Afim de reduzi-los, os órgãos públicos cada vez mais investem no transporte público, em especial em corredores de autocarros e Bus Rapid Transit (BRT). Em corredores de autocarros e BRTs o pavimento está suscetível a grandes deformações acarretadas pela baixa velocidade e grande peso dos veículos. Assim são comumente empregados pavimentos rígidos em betão, que possuem grande resistência a deformações. Este trabalho teve como finalidade comparar mecanicamente as estruturas de um pavimento rígido com pavimentos semi-rígidos que adotam materiais ainda pouco empregados no Brasil, o Stone Mastic Asphalt (SMA) e misturas betuminosas de alto módulo de deformabilidade (MBAM), que possuem maior resistência a deformação permanente quando comparadas com misturas betuminosas comuns. Esta pesquisa foi baseada no projeto de implantação do sistema de transporte rápido de autocarros (BRT) na rodovia BR-101/PE, na cidade de Recife-PE na região nordeste do Brasil, objetivando a comparação do pavimento rígido adotado no projeto com pavimentos semi-rígidos dimensionados pelos métodos do DNER (1981) e Shell (1977) em que foram utilizadas misturas betuminosas tipo SMA para a camada de revestimento e de alto modulo de deformabilidade para a camada de base. As estruturas dos pavimentos foram simuladas através do software Elsym5. Com os dados das simulações foram calculados os números de repetições que cada estrutura suporta até o colapso dos materiais por fadiga. Os resultados demonstraram que o pavimento semi-rígido dimensionado pelo método do DNER (1981) sofreria fadiga em sua base antes que terminasse o período de vida útil do projeto. Já os pavimentos rígido e semi-rígido dimensionado pelo método Shell (1977) apresentaram desempenho satisfatório para as condições de projeto.
Congestion has become the major problem of mobility in large Brazilian cities. In order to reduce them, public bodies increasingly invest in public transport, especially in bus lanes and Bus Rapid Transit (BRT). In bus lanes and BRT pavement is susceptible to large deformations brought about by low speed and heavy weight vehicles. So commonly are used hard concrete pavements, which have high resistance o permanent deformations. This work aimed to mechanically compare the structures of a rigid pavement with flexible pavements adopting materials rarely used in Brazil, Stone Mastic Asphalt (SMA) and bituminous mixtures of high deformability module (MBAM), which have greater resistance to permanent deformation when compared to common bituminous mixtures. This research was based on the project of bus rapid transit system (BRT) on the highway BR-101/PE in the city of Recife-PE in the northeast of Brazil, in order to compare the concrete pavement adopted in the project with flexible pavements dimensioned by the methods of DNER (1981) and Shell (1977) where were used SMA mixture in the surface coarse and high modulus asphalt in the base coarse. The structures were simulated by Elsym5 software. With the data from the simulations the number of repetitions that each structure support until the collapse of materials by fatigue were calculated. The results demonstrated that the flexible pavement designed by DNER (1981) method suffer fatigue at its base before it ended the useful life of the project. The rigid pavement and flexible pavement scaled by Shell (1977) method showed satisfactory performance for the design conditions.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/9312
Designação: Mestrado em Engenharia Civil
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Engenharia Civil

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_RaphaelGregorio_2016_MEC.pdf5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.