Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/875
Título: Segurança no circuito do medicamento citotóxico: contributos para a avaliação da realidade hospitalar em Portugal
Autor: Santos, Joana
Orientador: Cruz, Agostinho
Joaquim, João
Palavras-chave: Manuseamento de citotóxicos
Segurança
Risco de exposição
Contaminação
Cytotoxic handling
Safety
Risk exposure
Contamination
Data de Defesa: 2010
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: Introdução: O medicamento citotóxico é definido pelas suas características de genotoxicidade, mutagenicidade, carcinogenicidade, teratogenicidade, toxicidade reprodutiva e toxicidade orgânica em baixas doses. Deste modo, existe uma grande preocupação no que concerne ao manuseamento deste tipo de medicamentos, devido aos riscos ocupacionais que podem surtir da exposição a que os profissionais de farmácia envolvidos estão sujeitos. Objectivos: Analisar a realidade da farmácia hospitalar face ao cumprimento das normas e procedimentos preconizados pelas actuais guidelines para o manuseamento seguro de medicamentos citotóxicos, e identificar as lacunas existentes, conduzindo à promoção de práticas centradas na minimização do risco de exposição/contaminação dos profissionais e do ambiente. Material e Métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica sistemática sobre o tema, utilizando-se como instrumento de recolha de dados um inquérito por questionário, em que os TDT de Farmácia foram abordados sobre os procedimentos verificados no hospital onde exercem actividade profissional. Resultados: Face ao cumprimento das normas na recepção, armazenamento e transporte de medicamentos citotóxicos, verifica-se que todos os hospitais se encontram acima da média. Apesar desta evidência, é na fase de transporte que se verifica um menor cumprimento. As principais lacunas detectadas foram ao nível da não utilização de EPI nas fases de recepção e armazenamento; a recepção de medicamentos citotóxicos em conjunto com outros medicamentos; a falta de um sistema de ventilação no local de armazenamento e, ainda, ausência de portas de correr e/ou gavetas fechadas nos carros de transporte de medicamentos citotóxicos. Conclusões: Os resultados deste estudo revelam alguma heterogeneidade de procedimentos nos hospitais Portugueses, sugerindo a necessidade de intervenção e reformulação do programa de segurança e gestão de risco desenvolvidos para o manuseamento de citotóxicos.
Introduction: The cytotoxic medicine is defined by its characteristics of genotoxicity, mutagenicity, carcinogenicity, teratogenicity, reproductive toxicity and organic toxicity at low doses. Thus, there is great concern regarding the handling of this type of medication due to occupational risks that can have exposure to the professional pharmacy subject involved. Objectives: Analyze the reality of hospital pharmacy in the face of compliance with standards and procedures recommended by current guidelines for safe handling of cytotoxic drugs, and identify gaps, leading to the promotion of practices focused on minimizing the risk of exposure and contamination of professionals and the environment. Methods: We performed a systematic literature review on the subject, using as a tool for collecting data for the application of a questionnaire survey, in which DTT Pharmacy were asked about the procedures recorded in the hospital where they exert occupation. Results: Compared to the compliance at the reception, storage and transportation of cytotoxic drugs, it appears that all hospitals are above average. Despite this evidence, is at the stage of transport that there is a lower compliance. The main shortcomings were not at the level of use of PPE in the phases of reception and storage, receiving cytotoxic drugs in combination with other medicines, the lack of a ventilation system in the storage area and also the absence of sliding doors and / or drawers in the closed car transport cytotoxic drugs. Conclusions: These results show heterogeneity of procedures in Portuguese hospitals, suggesting the need for intervention and reform of the security program and risk management developed for handling cytotoxics.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/875
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Aconselhamento e Informação em Farmácia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_JoanaSantos_2010.pdf5,97 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.