Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/867
Título: O recurso ao outsourcing na prestação de cuidados de saúde
Autor: Pires, Mário
Orientador: Silva, Eduardo
Curado, Henrique
Palavras-chave: Outsourcing
Contratos
Saúde
Administração pública
Outsourcing
Contracts
Health
Public administration
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Instituto Politécnico de Bragança
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave
Instituto Politécnico de Viana do Castelo
Resumo: Nos últimos anos verificou-se uma alteração das condições e modo de funcionamento de empresas e instituições, privadas e públicas, muitas delas através da introdução de novas ferramentas de gestão. De entre elas, podemos destacar o outsourcing, que apesar de não ser um fenómeno actual, é ainda em Portugal uma ferramenta recente e pouco explorada, que pode contribuir de forma decisiva para a modernização, flexibilidade e competitividade das empresas. O presente estudo pretende abordar a contratação de serviços externos nos serviços de saúde públicos, também conhecido como outsourcing, mediante uma análise prática da realidade de uma instituição hospitalar com sete serviços em regime de outsourcing, com recolha dos dados durante o triénio 2008-2010. No Serviço de Urgência durante 2010 o principal prestador recebeu mais 104,28% acima do valor referência/hora, no Serviço de Oftalmologia no ano de 2010 o prestador recebeu um valor superior em 24,91%, no Serviço de Limpeza, Higiene e Conforto é pago ao prestador durante o ano de 2010 um valor superior em 13,85%, no Serviço de Vigilância e Segurança o prestador recebeu durante o ano de 2010 um valor superior em 27,5%, caso a instituição hospitalar optasse por contratar, para os serviços atrás referidos, profissionais para o quadro de pessoal. Ainda em relação ao Serviço de Urgência foi pago mais 21,38% acima do valor de referência publicado por Despacho governamental. Em relação aos Serviços de Lavandaria e de Tratamento de Resíduos Sólidos, não foi possível recolher os dados necessários que pudessem levar a uma conclusão válida sobre os custos pagos pela instituição hospitalar. Pode-se concluir que a contratação de prestadores externos, para os serviços de saúde, essenciais e não essenciais, em regime de outsourcing, revela-se na maioria dos casos analisados a opção menos económica, com custos bastantes elevados.
In recent years there has been a change in the conditions and operation of enterprises and institution, whether private or public, appearing many of these changes by introducing new management tools. Among them, we can highlight the outsourcing, which although not a current phenomenon is still a recent tool in Portugal and little explored that can contribute decisively to the modernization, flexibility and competitiveness. The present study is intended to approach the act of contract of external services in public health services, also known as outsourcing, with a practical analysis of the reality of a hospital that has seven services in regimen of outsourcing, with collection of data during the 2008-2010 periods. In the Urgency Service during 2010 was paid to the main provider over 104,28% above the value considered as a reference/hour, in the Ophthalmology Service in 2010 was paid to the service provider a superior value in 24,91%, in Cleaning, Hygiene and Comfort Service was paid to the service provider during the year 2010 a value higher than 13,85%, in the Surveillance and Security Service the service provider received a value higher than 27,5%, having as reference the amounts paid to professionals in case the hospital hire the personnel to the staff. Still on the Urgency Service was paid more 21,38% above the reference value published by Government Order. In relation to the Services of Landry and Solid Waste Management, it was not possible to collect the necessary data that could lead to a valid conclusion about the costs paid by the hospital institution. It can be concluded that hiring external providers for health services, essential and nonessential, in regimen of outsourcing, shows in the majority of the analyzed cases the least economic cost, with quite high expenses.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/867
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Gestão de Organizações / Gestão de Unidades de Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_MarioPires_2012.pdf919,88 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.