Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/864
Título: A qualidade de vida no indivíduo com perda auditiva
Autor: Carmo, Paulo Cardoso do
Orientador: Ferreira, Pedro
Pimenta, Rui
Palavras-chave: Qualidade de vida
Perda auditiva
Estado de saúde
Questionário SF-36v2 Portuguesa
Quality of life
Hearing loss
Health status
V2 Portuguese questionnaire SF-36
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Instituto Politécnico de Bragança
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave
Instituto Politécnico de Viana do Castelo
Resumo: Este estudo pretende medir a qualidade de vida dos indivíduos com perda auditiva (PA), definida pela perda média dos limiares aéreos tonais. Este estudo transversal quantitativo e descritivo foi conduzido entre Maio e Outubro de 2010 numa amostra de 328 indivíduos (47.0% do género masculino), com idade média ± desvio-padrão de 45.82 ± 12.93 anos, referenciados ao Gabinete de Audiologia do CHTS-UPA, EPE que foram avaliados e entrevistados. Recorreu-se à Versão Portuguesa 2 do Questionário de Estado de Saúde (SF-36v2) do CEIS-FE-UC, como instrumento para medir a qualidade de vida, complementado com um questionário de identificação e de dados sócio-demográficos e clínicos. RESULTADOS: Os indivíduos com perda auditiva que integraram a amostra do presente estudo revelaram piores percepções do Estado de Saúde do que as autopercepções dos elementos da amostra que constituiram os valores de referência, principalmente nas dimensões Saúde Geral da componente Física e nas dimensões Função Social e Saúde Mental da componente Mental da Saúde. CONCLUSÕES: a perda auditiva encontra-se negativamente associada a valores elevados de saúde, promovendo diferenças entre indivíduos com PA e indivíduos sem PA, nas dimensões do SF-36v2, Funcão Física e Social, Desempenho Físico e Emocional, Saúde Geral e Mental e Vitalidade. A avaliação da audição, a prevenção da perda auditiva e a reabilitação auditiva podem contribuir para uma melhoria do desempenho social e bemestar da população.
This study aims to measure the quality of life in people with hearing loss that was characterized by air tone thresholds average loss. This transversal, quantitative and descriptive study conducted from May to October of 2010, collected a sample of 328 people (47.0% male), with medium age ± standard deviation of 45.82 ± 12.93 years, appointed to the audiology facilities of CHTS-UPA, EPE in Penafiel Porto, to evaluation and interview. It was used the SF-36v2 in Portuguese, as an instrument to measure Quality of Life, complemented by an identification, social, demographical and clinical data questionnaire. Results: Individuals with hearing loss who joined the study sample revealed worst perceptions of the State of Health than the self-perceptions of the sample elements that constituted the reference values, especially in the dimensions of General Health of the component Physical Health and dimensions Social Function and Mental Health of the Mental Health Component. Conclusions: Hearing loss is negatively associated with high health, promoting differences between subjects with and without hearing loss, in SF-36v2 dimensions of Physical and Social Functioning, General and Mental Health, Role-Physical and Role-Emotional and Vitality. Hearing evaluation, hearing loss prevention and hearing rehabilitation may contribute for an improvement in social functioning and population well-being status.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/864
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Gestão de Organizações / Gestão de Unidades de Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_PauloCarmo_2011.pdf1,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.