Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/842
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPortugal, Paula-
dc.contributor.advisorGarcia, Rui Proença-
dc.contributor.authorPereira, Fábio-
dc.date.accessioned2012-11-26T17:05:33Z-
dc.date.available2012-11-26T17:05:33Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.22/842-
dc.description.abstractEste estudo tem por base um projecto desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde, denominado Cidade Amiga das Pessoas Idosas. Este surgiu da necessidade em proporcionar ferramentas que promovam uma orientação de esforços e políticas no sentido de criar condições que promovam um envelhecimento activo, através da promoção da saúde, segurança e participação em actividades significativas, adaptando para isso serviços e estruturas de modo a que sejam acessíveis e inclusos, adequados às diversas capacidades e necessidades das pessoas idosas. É um estudo de natureza qualitativa e de carácter exploratório, que pretende verificar se a cidade do Porto possui características amigas das pessoas idosas na perspectiva de prestadores de serviços a pessoas idosas residentes nas Freguesias de Aldoar, Foz do Douro, Massarelos, Nevogilde, Lordelo do Ouro e Ramalde. Para tal foram realizados 3 focus groups com 21 participantes no total, resultantes de uma amostragem por conveniência. De entre oito categorias definidas a priori, os espaços exteriores e edifícios, respeito e inclusão social, transportes e apoio da comunidade e serviços de saúde, foram as que tiveram um maior enfoque de características negativas, sobressaindo as dificuldades financeiras como uma barreira à participação, o aumento de casos de solidão e o insuficiente apoio domiciliário. Já a participação social destacou-se pelas várias características amigas mencionadas, salientando-se a grande oferta de actividades e adequação das mesmas às características e motivações das pessoas idosas.por
dc.description.abstractThis study, which is based on a project developed by the World Health Organization known as Age-friendly Cities, was created in order to provide the necessary tools to render the efforts and politics needed to promote an active ageing of citizens. This could be accomplished through the promotion of health, safety and ultimately, participation in significant activities. For that purpose, services and structures could be adapted in such a way that they would become accessible and suitable for the different abilities and needs of senior citizens. The purpose of this qualitative study of exploratory nature is to verify if the city of Oporto has, in the service providers perspective, the necessary age-friendly characteristics for the elderly residents in the locations of Aldoar, Foz do Douro, Massarelos, Nevogilde, Lordelo do Ouro and Ramalde. As such, 3 focus groups were developed from a convenience sample of 21 participants. Among eight categories defined a priori, the ones described with the most negative impact on the age-friendly characteristics of the city were the outdoor spaces and buildings, respect and social inclusion, transportation and community support and health services. The lack of participation in social life, the increase of senior loneliness and insufficient support at home are also barriers created by financial constraints. However, despite these constraints, social participation stood out from the other age-friendly characteristics of the city, showing much more positive than negative characteristics. Furthermore, the city offers its senior citizens a wide range of activities, which seems to be adequate to their characteristics and motivations.-
dc.language.isoporpor
dc.publisherEscola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto. Instituto Politécnico do Portopor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectCidade amiga da pessoa idosapor
dc.subjectEnvelhecimento activopor
dc.subjectPessoa idosapor
dc.subjectPortopor
dc.subjectPrestadores de serviçospor
dc.subjectAge-friendly city-
dc.subjectActive ageing-
dc.subjectElderly-
dc.subjectOporto-
dc.subjectService providers-
dc.titlePorto: cidade amiga da pessoa idosa, um estudo centrado na visão de prestadores de serviços a pessoas idosaspor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedyespor
Aparece nas colecções:ESS - DM - Terapia Ocupacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_FabioPereira_2012.pdf1,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.