Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/8164
Título: A Internacionalização do ensino superior Português as razões, as estratégias e os desafios
Autor: Guerreiro, Carla Maria Pires da Silva
Orientador: Barros, Maria Teresa Morais Taveira de
Palavras-chave: instituições de ensino superior
internacionalização
razões
estratégias
desafios
Data de Defesa: 2015
Resumo: A internacionalização das instituições de ensino superior mais do que um tema atual, tornou-se uma realidade inevitável, quer pela natureza deste tipo de ensino, quer pelas razões que lhe estão subjacentes. O objetivo principal desta investigação é procurar identificar, junto dos principais stakeholders deste processo, nomeadamente os reitores, presidentes ou diretores das instituições de ensino superior portuguesas (RIES), dos seus docentes e estudantes, quais as razões, estratégias e desafios que, na sua opinião, estão inerentes ao processo de internacionalização. Para isso, entrevistamos dez RIES e inquirimos docentes e estudantes, tendo obtido 109 e 262 respostas, respetivamente. Os dados foram analisados, no caso das entrevistas através da análise de conteúdo, e no caso dos inquéritos, através da análise descritiva e fatorial usando o SPSS1. Destacam-se os seguintes resultados: OS RIES apontam razões de natureza económica, académica e cultural, com particular destaque para as primeiras por estarem associadas às questões do financiamento do ensino superior. Elencam estratégias de internacionalização muito próprias e atuais, adequadas à realidade e ao contexto das instituições de ensino superior portuguesas. Os desafios estão muito associados às razões de ordem económica e cultural, porque, por um lado, implicam ultrapassar constrangimentos orçamentais, e por outro, incentivar a uma nova atitude face a um novo paradigma, sem tempo para a necessária adaptação. Os docentes e estudantes acompanham o processo de internacionalização das suas IES conseguindo elencar as razões para este novo cenário. Enquanto estratégia, atribuem particular relevância à mobilidade ERASMUS mas, em simultâneo, a criação de disponibilidade para aderir a esta estratégia de internacionalização é um dos maiores desafios. O domínio da língua inglesa é também um desafio porque essencial num contexto de mercado de trabalho internacional. Para os docentes, acresce o desafio de adquirirem competências que lhes permita aderir às novas tecnologias de informação, promotoras da internacionalização.
The internationalization of higher education is more than a hot topic nowadays. It has become an unavoidable reality, either by nature of this kind of education or the reasons behind it. The main reason for this investigation is to know how the main actors of the internationalization of the higher education institutions (top management, lecturers and students) face this process when it comes to opportunities and threats at personal and professional level. In line with this, we identify the reasons, strategies and challenges that higher education faces when it decides to internationalize. For that purpose, we developed in-depth interviews to ten Deans, and a questionnaire was developed to lecturers another to students. 109 lecturers and 262 students answered. Data was analysed by using content analysis (interviews) and descriptive statistics and factor analysis using SPSS2. Conclusions are as follows: The Deans point economic, cultural and academic reasons, with particular reference to the first by being linked to the financing of higher education issues. They list very own and current internationalization strategies, appropriate to the reality and context of Portuguese higher education institutions. The challenges are very linked to economic and cultural reasons, because they imply to overtake budgetary constraints and also to encourage a new attitude in the face of a new paradigm, with no time for the necessary adaptation. Lecturers and students follow the process of internationalization of their own higher education institutions and are able to list the reasons for this new scenario. As a strategy, they attach particular importance to the ERASMUS mobility but, at the same time, the creation of availability to join this internationalization strategy is one of the biggest challenges. The domain of the English language is also a challenge because is essential in a context of international labour market. Lecturers have, in addition, the challenge of acquiring skills that allow them to adhere to new information technologies, promoting internationalization.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Gestão e Internacionalização de Empresas
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/8164
Designação: Mestrado em Gestão e Internacionalização de Empresas
Aparece nas colecções:ESTGF - DM - Gestão e Internacionalização de Empresas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_CarlaGuerreiro_MGIE_2014.pdfDM_CarlaGuerreiro_MGIE_20142,99 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.