Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/744
Título: Relatório de estágio em terapia manual ortopédica
Autor: Lopes, Marlene
Orientador: Bessa, Isabel
Palavras-chave: Lombalgia
Psoas-ilíaco
Terapia Manual
Exercício terapêutico
Educação
Low back pain
Iliopsoas
Manual therapy
Exercise
Patient education
Data de Defesa: 2010
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: Este estudo visa descrever o caso de um paciente de 63 anos que recorreu aos serviços de Fisioterapia após uma crise de lombalgia com 3 dias de evolução. O doente apresentava dor intensa situada entre a zona lombar e sacro-ilíaca direita (7/10-EVA), irradiando pelas cristas ilíacas, virilha e face anterior da coxa direita. A intervenção dividiu-se em duas fases: aguda e sub-aguda. A primeira exigiu uma abordagem limitada e essencialmente orientada para a mecânica articular, em que foram utilizadas técnicas de terapia manual. A segunda, com um quadro clínico menos doloroso, permitiu avaliar o comprometimento de outras estruturas, nomeadamente miofasciais e neurológicas. Entre as várias etiologias possíveis, foram encontrados sinais e sintomas consistentes com síndroma miofascial do músculo Psoas ilíaco. A intervenção incluiu técnicas de terapia manual, exercício terapêutico e educação do paciente. No final de 9 semanas de tratamento o paciente mantém limitações mínimas relacionadas com a mecânica articular que se traduzem pela sensibilidade em L4-L5 (3/10), e observa-se uma atitude menos sedentária comparativamente ao que se apurou antes desta ocorrência. A abordagem terapêutica foi fundamentada pela anatomia, biomecânica e raciocínio clínico, tendo em conta a evidência científica, experiência clínica e factores psico-sociais.
This study describes the case of a 63-year-old man that came to Physical Therapy 3 days after an acute episode of low back pain. The patient complained about pain on the right lumbo-pelvic region (7/10- VAS), which also radiates to the anterior aspect of the hip and thigh. The intervention was divided in two phases: acute and sub-acute. The first required a limited intervention, essentially focused on joint mechanics, with manual therapy. The second, with a less painful scenario, allowed to evaluate other structures involved, especially myofascial and neurological. From several etiologic factors, it was found signs and symptoms consistent with Iliopsoas myofascial dysfunction. The treatment included manual therapy, exercise and patient education. At the end of a 9 weeks treatment, the patient’s joint mechanics restrictions were minimal, only revealead by sensitive touch in L4-L5 (3/10), and he adopted a less sedentary attitude than before this episode. The therapeutic approach was based on neuromusculoskeletal anatomy, biomechanics and clinical reasoning. Scientific evidence, clinical experience, and psychosocial factors were taken into consideration.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/744
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Fisioterapia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_MarleneLopes_2010.pdf665,46 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.