Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/721
Título: Caracterização dos estilos de vida dos sem-abrigo da cidade do Porto
Autor: Campos, Filipa
Orientador: Marques, António
Data de Defesa: 2010
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: O fenómeno dos sem-abrigo está em constante crescimento nos centros urbanos, na cidade no Porto o mesmo acontece, sendo esta uma realidade ainda pouco conhecida. Têm sido realizados alguns estudos sobre esta problemática, no entanto poucos incidem sobre a população portuguesa, pouco se sabe sobre como vivem estes indivíduos e sobre o que define o seu estilo de vida. Os estilos de vida têm vindo a ser uma área de crescente interesse para estudo, visto que afecta a nossa saúde e a longo prazo tem influência nos padrões de morbilidade e mortalidade. Com este estudo procurou-se caracterizar os sem-abrigo da cidade do Porto e os comportamentos que tipificam o seu estilo de vida, bem como verificar se existem variáveis dos estilos de vida que se encontram correlacionadas com a presença de sintomatologia psicopatológica. Para este efeito, foi realizado um inquérito por questionário a 30 pessoas que vivem na condição de sem-abrigo na cidade do Porto, através da administração de um questionário de estilos de vida e da Brief Psychiatric Rating Scale (BPRS). Concluímos que os sem-abrigo se caracterizam por ser do sexo masculino, solteiros de nacionalidade portuguesa e baixa escolaridade. Constatamos que a maioria apresenta comportamentos pouco saudáveis como fumar e não praticar exercício físico, contudo têm cuidado com a higiene pessoal, apresentam uma boa higiene do sono e manifestam poucos comportamentos sexuais de risco. Verificamos que a ansiedade se encontra correlacionada negativamente com o stress, higiene do sono, insight e alimentação. As perturbações somáticas mostraram uma correlação com a higiene do sono, o humor depressivo com a higiene do sono e insight, o retraimento emocional com a socialização e falta de cooperação com a socialização, sendo todas estas correlações negativas. Encontramos ainda uma correlação positiva entre a lentificação e o consumo de substâncias e uma correlação negativa entre a lentificação e higiene do sono. Considerando os resultados obtidos pensamos ser fundamental prosseguir com estudos de investigação nesta área, para que de futuro as intervenções junto desta população consigam dar uma melhor resposta ao seu estado de saúde.
The phenomenon of homelessness is steadily increasing in urban centers, including in city of Porto, witch is a reality not well know. Some studies have been conducted on this issue, although few focus on the population of Portugal, little is known about how these persons live and what defines their lifestyle. The lifestyle have been an area of growing interest to study, since it is known that affects ours health and long term influences on patterns of morbidity and mortality. The purpose of this study is to characterize the lifestyles of the homeless in the city of Porto, realizing who are they and what are the behaviors that characterize their lifestyle, as well as verifying if there are lifestyles variables correlated with psychopathological symptomatology. We studied 30 persons who live in the condition of homelessness in the city of Porto, by using a lifestyle questionnaire and the Brief Psychiatric Rating Scale (BPRS). We conclude that homeless are characterized by being male, single, of Portuguese nationality and low. We find that most have unhealthy behaviors such as smoking and physical exercise, but be careful with personal hygiene, have good sleep hygiene and exhibit few sexual risk behaviors. We found that anxiety is correlated negatively with stress, sleep hygiene, insight and nutrition. The somatic concern showed a correlation with sleep hygiene, the depressed mood with sleep hygiene and insight, emotional withdrawal with socialization and lack of cooperation with socialization, which are all negative correlations. We also found a positive correlation between motor retardation and substance use and a negative correlation between motor retardation and sleep hygiene. Considering these results we think it vital to continue with research studies in this area, so that in future interventions with this population are able to better respond to your health.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/721
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Terapia Ocupacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_FilipaCampos_2010.pdf541,3 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.