Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/7165
Título: Auditoria Energética a Instalação Comercial
Autor: Gomes, Joaquim Avelino Soares
Orientador: Brandão, Roque Filipe Mesquita
Palavras-chave: Energia
Auditorias energéticas
Industria
Eficiência energética
Energy
Energy audits
Industry
Energy efficiency
Data de Defesa: Nov-2015
Resumo: O setor da indústria destaca-se como um dos maiores consumidores de energia final em Portugal, representando cerca de 30% do consumo. Para fazer face a esta situação e no âmbito da Estratégia Nacional para a Energia foi criado, pelo Decreto-Lei n.º 71/2008, o Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia (SGCIE), regulamento que classifica como Consumidoras Intensivas de Energia (CIE) as indústrias com um consumo anual superior aos 500 tep. Prevendo a elaboração de Planos de Racionalização dos Consumos de Energia (PREn), estabelecendo-se acordos de racionalização dos consumos com a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) [1]. Atuando ao nível da eficiência energética o consumo de energia na indústria pode diminuir significativamente, para tal é necessário proceder-se à execução de auditorias energéticas e determinar as soluções mais adequadas de forma a reduzir os desperdícios e custos associados ao consumo de energia. Nesta dissertação apresenta-se a realização de uma auditoria energética a uma instalação comercial, que assenta essencialmente em quatro etapas, nomeadamente: planeamento da intervenção, trabalho de campo, tratamento e análise da informação recolhida, elaboração do relatório da auditoria. A aplicação desta metodologia constitui uma grande ajuda na realização de auditorias energéticas conferindo uma maior qualidade à sua execução. De forma a validar a metodologia utilizada nas auditorias energéticas foi realizado o estudo a uma instalação comercial que registou no ano 2013, um consumo energético inferior a 500 tep, contudo aderiu de forma voluntária ao Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia (SGCIE), sendo obrigado a racionalizar o seu consumo de energia de acordo com as metas estabelecidas no SGCIE.
The industry sector stands out as one of the largest final energy consumers in Portugal, it represents 30% of the consumption. To deal with this situation and in order of the National Strategy for Energy, it was created by Law Decree Nº. 71/2008, “Sistema de Gestão dos Consumos de Energia, SGCIE” (Management System of Intensive Energy Consumption), regulation that classifies as Intensive Energy Consumers (CIE), the industries with the annual consumption is higher than 500 tep. Predicting the development of Rationalization Plans for Energy Consumption (PREn), and settling up rationalization consumption agreements by the “Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG)” Energy and Geology General Board [1]. Working at the energy efficiency level, the industry consumption can decrease drastically, in order to that is required the implementation of energy audits and establish the most appropriate solutions, in order to reduce waste and costs related to energy consumption. The purpose of this dissertation was to perform an energy audit to a commercial facility, which is essentially based on four stages, namely: planning, fieldwork, processing and analysis of information gathered, preparation of the audit report. Applying this methodology is a great help in carrying out energy audits, giving a higher quality for its implementation. In order to validate the methodology applied in energy audits, it was conducted a study at a commercial facility that in 2013 was registered, an energy consumption below 500 tep, however it joined voluntarily to the Management System for Intensive Energy Consumption (SGCIE), being forced to rationalize their energy consumption in order to fulfill the goals established by SGCIE.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/7165
Designação: Mestrado em Engenharia Mecânica
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Engenharia Mecânica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_JoaquimGomes_2015_MEM.pdf4,24 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.