Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/6537
Título: Contributo da manutenção técnica de edifícios para a sustentabilidade
Autor: Santos, Rute Catarina Carvalho dos
Orientador: Fonseca, Luis
Palavras-chave: Ambiente
Consumos Energéticos
Desenvolvimento Sustentável
Edifícios
Manutenção
Sustentabilidade
Buildings
Environment
Maintenance
Power Consumption
Sustainability
Sustainable Development
Data de Defesa: 2014
Resumo: A manutenção, durante vários anos, traduziu-se num conceito paliativo de instalações e equipamentos, o que se veio a revelar como uma atitude negligente perante o Homem e o Ambiente. As preocupações ambientais estão na ordem do dia e têm sido muitas as vozes que se têm levantado para que o consumo de energia seja mais equilibrado e para que as emissões de CO2 diminuam de forma a preservar o Planeta. De acordo com a resolução do Conselho Europeu, em 2007 (1), foi apresentado um pacote de propostas que visam a sustentabilidade e estimulam a Eficiência Energética (EE), com o objectivo de reduzir os consumos energéticos dos edifícios, quer estes sejam novos ou reabilitados. Segundo a Direcção Geral de Energia e Geologia os edifícios são responsáveis por 60% dos consumos de energia eléctrica, consumo esse que pode ser reduzido em mais de 50%, através de medidas de EE, traduzindo-se numa redução de 400 milhões de toneladas de CO2 por ano. (2) Para além de medidas de EE, também as práticas de manutenção preventiva podem contribuir para a diminuição dos consumos energéticos e de emissões de CO2. Segundo o Institute for Building Efficiency práticas de manutenção preventiva em equipamentos de Aquecimento Ventilação e Ar Condicionado (AVAC) reduzem os consumos energéticos de 10 a 20% e, em contrapartida, a negligência na execução da manutenção pode aumentar os consumos energéticos de 30 a 60%. (3) Uma outra análise de valores a ter em conta, é a Intensidade Energética (IE). Leia-se IE como sendo o valor global da energia consumida num país a dividir pelo seu produto interno bruto. A contribuição do sector dos serviços para a IE nacional era de 17% no ano de 2005. (4) Se a estes dados acrescentarmos que 70% dessa energia é consumida por equipamentos AVAC (5) e que práticas de manutenção reduzem esses valores entre 10 a 20%, pode concluir-se que a redução de custos energéticos associada à manutenção preventiva é efectiva e significativa. Apresentando um cenário ideal e hipotético, se ao contributo do sector dos serviços, para a IE nacional, se isolar o valor referente a equipamentos de AVAC, obtem-se uma IE de aproximadamente 12%. Se adicionalmente se considerar uma taxa de redução, relativa à execução da manutenção, entre 10 e 20%, Portugal obteria uma IE, relativamente aos consumos energéticos em edificios de serviços, não de 17% mas sim entre 14,6% e 15,8%. Neste trabalho pretende-se comprovar que um plano de actividades de manutenção equilibrado, monitorizado, e gerido de forma eficaz e funcional, é uma ferramenta fundamental no cumprimento de objectivos e metas europeias traçadas, que se reúnem num objectivo comum de preservação do planeta. A adopção deste tipo de medidas contribuirá para a racionalização dos consumos energéticos e para o aumento da vida útil dos equipamentos, bem como para a melhoria do desempenho económico e financeiro das organizações, tal como se poderá ler mais à frente neste trabalho. Será também analisado um caso prático, verificando a eficácia das medidas tomadas durante as intervenções preventivas de manutenção, sendo que para isso será estudado o comportamento de um equipamento, antes e após a realização de tarefas de manutenção preventiva. Tentar-se-á, junto de gestores de edifícios, recolher a opinião que têm sobre a importância da manutenção. Ao longo de toda a pesquisa foi possível consolidar a hipótese formulada inicialmente no que concerne ao contributo da manutenção para a sustentabilidade, quer através da revisão da literatura, quer nos testes efectuados a equipamentos. Foi possível confirmar que um plano de manutenção ajustado, monitorizado e cumprido é uma ferramenta na diminuição dos consumos energéticos, aumento da vida útil de equipamentos e por sua vez na diminuição de emissões de CO2. Verificou-se também que o controlo de poluentes e ventilação adequada dos edifícios são uma ferramenta essencial para a qualidade do ar interior, parâmetros facilmente controlados nas actividades de manutenção. O contributo das opiniões recolhidas entre os gestores de edifícios, para este estudo, foi também bastante importante, uma vez que todos eles reconhecem o papel importante da manutenção, mas nem todos estão sensibilizados para o seu papel na sustentabilidade do planeta. Nesta dissertação é deixado um alerta: o crescimento da população mundial e a consequente utilização de recursos naturais que são finitos, não sendo controlado de uma forma sustentada, pode resultar na destruição de um planeta único. O papel negativo do Homem nas alterações climáticas é inequívoco e é necessário melhorar a sua relação com o Ambiente. Cada ser humano está inserido na sua comunidade e dentro dela tem a sua função, cabe a cada um exercer esta responsabilidade nas suas actividades do dia-a-dia.
For several years maintenance has resulted in a palliative concept of installations and equipments, which proved to be a careless attitude towards Man and the Environment. Environmental concerns are on the agenda, many have been the voices raised so that the power consumption is more balanced, and to reduce CO2 emissions, in order to preserve the planet. In the 2007 European Council resolution (1), a package of proposals to stimulate sustainability and Energy Efficiency (EE) was presented, aiming at a reduction of power consumption of buildings, whether new or rehabilitated. According to the Portuguese Department Direcção Geral de Energia e Geologia, buildings account for 60% of power consumption, but also, the source said, “more than 50% of this consumption can be reduced through EE measures, which can represent an annual reduction of 400 million tons of CO2”. (2) In addition to EE measures, preventive maintenance practices can also contribute to the reduction of power consumption and consequent reduction in CO2 emissions. According to the Institute for Building Efficiency preventive maintenance practices on Heating Ventilation and Air Conditioning (HVAC) equipments reduce power consumption in 10 to 20%, on the other hand, the negligence in performing maintenance can increase power consumption 30 to 60%. (3) Another value to take into account is the energy intensity (EI). Read EI as the total amount of energy consumed in a country divided by their gross domestic product. The contribution of the services sector to the national EI was 17% in 2005. (4) If we add to these data that 70% of this energy is consumed by HVAC equipments (5) and that preventive maintenance practices reduce power consumption in 10 to 20%, it can be concluded that reducing energy costs is effectively and considerably associated with preventive maintenance. Featuring an ideal and hypothetical scenario, if we isolate the value of HVAC equipments in the contribution of the services sector to the national EI, we obtain an EI of approximately 12%. If to this value we consider a reduction ratio relating to the execution of maintenance tasks between 10 and 20%, Portugal would have an EI, with respect to power consumption in buildings, not of 17% but between 14,6% and 15,8%. This paper aims to demonstrate that a balanced and monitored plan of maintenance activities, managed in an effective and functional way, is a key tool in meeting outlined European objectives and goals, that gather in a common objective of preserving the planet. The adoption of such measures will contribute to the rationalization of power consumption and to increase the useful life of equipments, as well as to the improvement of the economic and financial performance of the organizations, such as can be read later in this work. It will also consider a practical case, verifying the effectiveness of the measures taken during the preventive interventions for maintenance. For that the behavior of a particular piece of equipment will be studied, before and after the implementation of preventive maintenance tasks. Together with managers and those responsible for buildings, it will be sought to collect views on the importance of Maintenance in buildings. Throughout the research it was possible to consolidate the hypothesis initially formulated regarding the contribution of maintenance for sustainability, both through literature review and tests executed to the equipments. It was possible to confirm that a maintenance plan set, monitored and enforced, is a tool for reducing power consumption, increasing the useful life of equipments, and in turn lowering CO2 emissions. It was also possible to verify that pollutant monitoring and proper ventilation of buildings are essential tools for indoor air quality. These two parameters are easily controlled within the maintenance activities of buildings. The contribution of opinions collected from managers of buildings for this study, was also very important, they all recognize the important role of maintenance, but not everyone is aware of its role in the sustainability of the planet. This dissertation leaves a word of warning: the world population growth and the consequent use of natural resources that are finite, not being controlled in a sustainable manner, can result in the destruction of a unique planet. The negative role of Man on climate change is unequivocal and is urgent to improve the relationship between Man and the Environment. Every human being is embedded in their community and within it has its role, and it behooves each to exercise this responsibility in their day-to-day activities.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/6537
Designação: Mestrado em Energias Sustentáveis
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Energias Sustentáveis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_RuteSantos_2014_MES.pdf3,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.