Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/6394
Título: Estratégias das empresas de trabalho temporário em contexto de crise atual
Autor: Soares, Vânia Isabel Rocha
Orientador: Silva, Eduardo Sá e
Pereira, Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade
Palavras-chave: Tipologias estratégicas
Empresas trabalho temporário
Gestão estratégica
Crise atual
Data de Defesa: 2015
Resumo: No contexto atual de crise económica e financeira da economia portuguesa e internacional, marcado por grandes dificuldades, sentidas de uma forma geral por todas as organizações, surge por parte das empresas uma maior reflexão sobre o planeamento estratégico empresarial. Assim, este estudo tem por objetivo principal determinar até que ponto as estratégias das empresas de trabalho temporário foram alteradas no contexto de crise atual; identificar e caracterizar as estratégias adotadas pelas empresas de trabalho temporário; comparar as estratégias adotadas pelas empresas de trabalho temporário entre si; determinar o impacto da entrada de potenciais concorrentes e visualizar a capacidade de os clientes influenciarem as políticas comerciais das empresas de trabalho temporário. Para a recolha de dados, optou-se por uma metodologia quantitativa em que o instrumento utilizado foi o questionário no qual, foi submetido a cento e trinta empresas em que se obteve uma taxa de respostas de 17.69%. Os resultados encontrados evidenciam que as estratégicas adotadas pelas empresas de trabalho temporário são, a estratégia de estabilidade (70%), estratégia de diferenciação (65%), estratégia de crescimento (57%), estratégia de liderança em custos (43%), estratégia de redução de despesas (39%), estratégia de foco (35%) estratégia de concentração (9%), estratégias combinadas (9%) e por último estratégias híbridas (4%). Após as empresas definirem qual a estratégia que melhor permite alcançar os objetivos por si definidos, torna-se muito importante a definição de um modelo de apoio. Neste contexto, através do questionário apresentado às empresas, verifica-se que o modelo de apoio mais utilizado por 39% das empresas em questão é a análise swot. Por fim, com o objetivo de enquadrar o estudo realizado com o tema da investigação, em resposta ao principal objetivo, verifica-se que para 80% das empresas inquiridas o contexto atual de crise económica teve muita influência para a estratégia por si adotada.
Descrição: Dissertação apresentada ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientada por Professor Doutor Eduardo Manuel Lopes Sá e Silva Coorientada pelo Mestre Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade Pereira Esta dissertação inclui as críticas e sugestões feitas pelo Júri.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/6394
Designação: Mestrado em Gestão das Organizações - Ramo Gestão de Empresas
Aparece nas colecções:ISCAP - DM - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_VâniaSoares_2014.pdfDissertação de Mestrado1,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.