Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/637
Título: Estratégia de internacionalização das empresas competências na exportação e enquadramento no direito aduaneiro
Autor: Carmo, Maria da Conceição Melo da Silva Gomes do
Orientador: Ribeiro, Maria Clara Dias Pinto
Palavras-chave: Internacionalização
Comércio internacional
Exportação
Export
Internationalization
International trade
International trade
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: O desenvolvimento da economia esteve sempre ligado aos intercâmbios comerciais entre os povos, resultado da necessidade de suprimirem as suas carências. Com o aumento crescente dos negócios internacionais, em mercados cada vez mais competitivos e exigentes, a exportação assume, de forma preponderante, o primeiro passo como forma de internacionalização. Ao contrário do que aconteceu no passado, as empresas devem estar conscientes de que o ingresso no atual mercado global comporta riscos e procedimentos técnicos elaborados, pelo que não deve ser tratado como um acontecimento isolado de gestão empresarial. Pretendemos com este trabalho, numa primeira fase, compreender o processo de exportação e enquadrá-lo no atual estádio do comércio internacional, não descurando o enquadramento da exportação no âmbito do direito aduaneiro. Depois, procurámos perceber como as empresas portuguesas devem encarar este processo na sua estratégia de internacionalização, pesquisando as competências que as organizações devem adquirir para conseguirem exportar de forma competitiva no atual cenário de globalização. O desenvolvimento da dissertação teve por base as referências bibliográficas indicadas, complementado com entrevistas em empresas notoriamente implementadas em mercados externos, a partir de um processo de internacionalização pela exportação. A investigação permitiu-nos analisar as motivações das empresas para enveredarem pela internacionalização, bem como os critérios de escolha dos destinos das exportações. Cumulativamente, foi possível identificar os principais obstáculos à internacionalização das empresas portuguesas. Concluímos que as empresas que optam pela exportação como forma de se internacionalizarem adquirem competências específicas que lhes permitem tornarem-se competitivas no comércio internacional. Os estudos realizados não permitiram, contudo, responder à segunda questão inicial sobre se as medidas implementadas pelas Alfândegas potenciam as exportações.
The economical development has always been connected to the commercial exchanges between people, resulting from the necessity to suppress their needs. With the increasing growth of international business, markets are becoming more and more competitive and demanding. This is the result of current level of globalization of economical enterprises, making export take, overwhelmingly, the first step as a form of internationalization. Unlike what happened in the past, companies must be aware that the enrolment in the current global market involves risks and elaborated technical procedures and should not be treated as an isolated event of management business. The aim of this work, initially, was to understand the export process and fit it in the current stage of international trade, keeping in mind the framework of export under the customs law. Then, we tried to understand how Portuguese companies should face this process in their internationalization strategy, searching the skills that organizations must acquire to be able to export competitively in the current scenario of globalization. The development of the dissertation was based on the references listed, complemented with interviews in well-known companies strongly implemented internationally, from a process of internationalization by exportation. The investigation allowed us to analyze the motivations of companies to become international, as well as the criteria for the selection on the export destinations. Cumulatively, it was possible to identify the main obstacles to the internationalization of Portuguese companies. We concluded that companies that choose exportation as a way to become international acquire specific skills that enable them to become competitive in international trade. However, studies have failed to answer the second initial question about whether the measures implemented by the Customs potentiate exports.
Descrição: Dissertação apresentada ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto para a obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Internacionalização
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/637
Aparece nas colecções:ISCAP - DM- Empreendedorismo e Internacionalização

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_MariaCarmo_2012.pdf10,7 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.