Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/636
Título: O Impacto das políticas de segurança no atual contexto de globalização
Autor: Carmo, Luís António Albuquerque do
Orientador: Ribeiro, Maria Clara Dias Pinto
Palavras-chave: Controlo aduaneiro
Globalização
Segurança
Crime organizado
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: A globalização traduz-se num processo de integração económica, social, cultural e política, impulsionada pelas necessidades geradas por uma sociedade voltada para o consumo e por um conjunto de fatores que propiciaram o seu desenvolvimento, nomeadamente a redução dos custos de transporte, o avanço tecnológico e o desenvolvimento das redes de comunicação. Resulta deste processo a participação de mais países na economia mundial e uma maior internacionalização das empresas, maior fluidez dos mercados e aumento da concorrência. No entanto, o fenómeno da globalização tem-se feito acompanhar de um crescimento dos níveis de insegurança em resultado de diversos tipos de ameaças e crimes transnacionais que a Comunidade Internacional procura controlar e minimizar. Ao longo deste trabalho, procurámos compreender a forma como o processo de globalização se tem desenvolvido e de que forma as nações intentam manter níveis de segurança compatíveis com o seu estado de desenvolvimento económico e social, sem que tal facto perturbe o normal desenrolar da atividade económica das organizações e o bem-estar dos povos. Para o efeito, recorremos a entrevistas a personalidades vincadamente ligadas ao comércio internacional e às problemáticas de segurança internacional com ele relacionadas. Da investigação concluiu-se que, para além da confirmação de que a integração económica e a abertura dos mercados têm influência no consumo interno, a globalização do comércio e os movimentos migratórios têm provocado alterações nos hábitos de consumo. Concluímos ainda que as medidas de segurança implementadas pelos Estados ou pela Comunidade Internacional influenciam o comércio internacional, mas não implicam custos desmesurados ou atrasos significativos nas transações. Da mesma forma, concluímos que as medidas de controlo implementadas nas trocas internacionais são suficientes para garantirem a segurança das pessoas e nações, permitindo-nos confirmar duas das três hipóteses suscitadas nesta dissertação.
Descrição: Dissertação apresentada ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto para a obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Internacionalização
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/636
Aparece nas colecções:ISCAP - DM- Empreendedorismo e Internacionalização

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_LuisCarmo_2012.pdf792,54 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.