Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/6249
Título: Avaliação do desempenho energético de uma pequena fracção de serviços existente tendo por base as metodologias regulamentares do RSECE e do RECS
Autor: Cruz, Octávio Fitas
Orientador: Sarmento, Isabel
Palavras-chave: RSECE
RECS
Eficiência energética
Simulação dinâmica
IEE
Consumo energético e classe energética
Energetic efficiency
Dynamic simulation
Energetic consumption and energetic class.
Data de Defesa: 2014
Resumo: A dependência energética das grandes economias mundiais, alertaram o mundo para a necessidade de mudar o comportamento relativo ao consumo de energia. O sector dos edifícios representa 40% dos consumos globais de energia na União Europeia, já no panorama nacional, o sector dos edifícios representa 28% dos consumos globais da energia, constituindo uma parte significativa no consumo global de energia, sendo portanto, essencial avaliar o desempenho energético dos edifícios, no sentido de promover a sua eficiência energética e beneficiar do grande potencial de economia de energia. Portugal à luz das linhas de orientação da União Europeia com o objectivo de instigar o aumento da eficiência energética nos edifícios, lançou o programa nacional para a eficiência energética nos Edifícios (P3E). Posteriormente, da transposição da Directiva 2002/91/CE para a ordem jurídica nacional surgiu o SCE, o RCCTE e o RSECE. Já em 2013, com a necessidade de transpor para a ordem da jurídica nacional a Directiva n.º 2010/31/EU, surge o Decreto-Lei n.º 118/2013, reunindo num só diploma o SCE, o REH e o RECS, promovendo uma revisão da legislação nacional, garantindo e promovendo a melhoria do desempenho energético dos edifícios. Através da presente dissertação, pretende-se avaliar o desempenho energético de uma pequena fracção de serviços existente tendo por base a metodologia regulamentar revogada do RSECE e a vigente metodologia regulamentar do RECS. Após apresentação dos dois regulamentos e da identificação das principais diferenças entre as duas metodologias regulamentares, procedeu-se ao enquadramento da fracção em estudo no âmbito de aplicação do RSECE e do RECS. Segundo os dois regulamentos a fracção não está sujeita a requisitos mínimos de qualidade térmica, nem a quaisquer requisitos energéticos e de eficiência dos sistemas técnicos, ao tratar-se de uma pequena fracção de serviços existente. Recorrendo ao software DesignBuilder, gerou-se o modelo da fracção em estudo, que através da simulação dinâmica multizona permitiu obter os consumos de energia anuais e a sua desagregação por utilização final. A partir dos consumos energia, determinaram-se os indicadores de eficiência energética de acordo com as duas metodologias, permitindo deste modo, proceder à classificação energética da fracção em estudo. De acordo com o RSECE a fracção em estudo obteve a classificação D, já segundo o RECS alcançou a classe C. Para aumentar a eficiência energética da fracção e consequentemente diminuir o consumo energético, foi proposto proceder à substituição das lâmpadas existentes por lâmpadas tubulares de tecnologia LED e à substituição do sistema de ventilação mecânico por um sistema de ventilação dimensionado para os novos valores de caudal de ar novo regulamentares. Com a implementação destas duas medidas a fracção em estudo melhoraria a sua classificação energética, exigindo um investimento baixo e apresentando um período de retorno de 1 ano e 5 meses. Segundo o RSECE passaria para a classe B, e aplicando a metodologia regulamentar do RECS alcançaria a classe B-.
The Great Economies dependence on Energy alert the world for the need to change the behavior on energy consumption. Building sector represents 40% of European Union global energy consumption. On the national outlook, the building sector represents 28% of the global energy consumption, which is a significant part of the global energy consumption. Like this is essential to evaluate the energetic performance of the buildings, promoting its energetic efficiency and benefit of the great potential coming from energy economy. Portugal, following the European Union guidelines and with the target of increasing the energetic efficiency of the buildings, launch the national program for Building efficiency (P3E). After this, from the transcription of 2002/91/CE Directive for the national juridical order, came the SCE, the RCCTE and the RSECE. Already in 2013, with the need of implementing 2010/31/EU Directive in the national juridical order, comes the “Decreto-Lei nº 118/2013”, unifying in a single diploma the SCE, the REH and the RECS, promoting a revision of the national legislation, assuring and promoting the buildings energetic performance. Thru this dissertation, it’s pretended to evaluate the energetic performance of a small fraction of existing service taking as base the regulatory methodology revoked from RSECE and current regulatory methodology from RECS. After presenting both regulations and identify the main differences between the two regulatory methodologies, proceeded with the framework of the faction in study according to the RSECE and the RECS. Following the two regulatory methodologies the faction is not subject to minimum requirements on thermic quality nor any energetic requirements and efficiency of the technical systems. By using DesingBuilder software it was generated a model of the faction under study, which, by multi-zone dynamic simulation allowed to obtain the annual energetic consumptions and its breakdown for final use. From the energy consumptions, the energetic efficiency indicators were determined according to both methods, allowing, this way, to proceed to the energetic classification of the faction is study. According to the RSECE the faction in study was classified D, and according to the RECS, reach C class. To increase the energetic efficiency of the faction and, consequently, diminish the energy consumption, was proposed to proceed to the replacement of the existing lamps for LED technology tubular ones and the replacement of the ventilation mechanical system by a dimensioned ventilation system for the new regulatory air flow values. With the implementation of these two measures, the faction in study would improve its energetic classification, showing a low investment and presenting a payback period of one year and five months. According to the RSECE it would pass for B class and applying the regulatory methodology of the RECS it would reach B-.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/6249
Designação: Mestrado em Energias Sustentáveis
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Energias Sustentáveis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_OctavioCruz_2014_MES.pdf9,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.