Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/6177
Título: Optimização do processo de fabrico de componentes para a indústria automóvel
Autor: Costa, Mário Jorge Rei Martins Jesus
Orientador: Silva, Francisco J. G.
Campilho, Raul
Palavras-chave: Qualidade
Indústria automóvel
Projecto mecânico
Automatização
Produtividade
Quality
Automotive industry
Mechanical design
Automation
Productivity
Data de Defesa: 2014
Resumo: A qualidade é um factor-chave na indústria automóvel. Todos os fornecedores de componentes para a indústria automóvel estão sujeitos a qualificações e auditorias sistemáticas, com vista a melhorar os processos e verificar a sua rastreabilidade. Quando os processos assentam essencialmente em mão-de-obra intensiva, torna-se muito mais difícil atingir a ambicionada meta dos zero-defeitos, e a garantia da qualidade pode ficar comprometida, sendo necessário instalar procedimentos de controlo mais apurados. No entanto, se o processo ou processos forem convenientemente definidos, e se optar por capital intensivo em detrimento da mão-de-obra intensiva, a garantia da qualidade pode ser uma realidade, podendo ser fortemente minimizadas as operações de controlo da qualidade. Este trabalho teve por base a necessidade de reduzir fortemente, ou eliminar mesmo, o aparecimento de defeitos de montagem num sistema designado por remachado. Após cuidada análise do processo instalado, já parcialmente automatizado, mas ainda fortemente dependente de mão-de-obra, procedeu-se ao projecto de um equipamento capaz de reproduzir o mesmo efeito, mas que acomodasse alguns possíveis defeitos oriundos dos fornecedores dos componentes que são inseridos neste conjunto, colocados a montante na cadeia de fornecimento do produto. O equipamento resultante deste trabalho permitiu baixar o tempo de ciclo, acomodar a variabilidade dimensional detectada nos componentes que constituem o conjunto e reduzir drasticamente o número de não-conformidades.
Quality is a key-factor for the automotive industry. All components’ suppliers for the automotive industry are subjected to qualifications and systematic audits, in order to improve the processes and verify their traceability. When processes are essentially based on intensive human labour, it becomes much more difficult to achieve the desirable goal of zero-defects, quality assurance can be compromised and it becomes necessary to install stronger monitoring procedures. However, if the process or processes are properly defined, and if the company opts for capital intensive rather than labour-intensive manufacturing, quality assurance can be a reality, and quality control operations can be strongly minimized. This work was based on the need to sharply reduce, or even eliminate, the appearance of defects in a system known as “remachado”. After careful analysis of the current process, already partially automated, but still heavily dependent on human labor, a reliable equipment was designed, able to assemble the final part, but accommodating some possible defects on the components provided by the suppliers, placed upstream in the supply chain of the product. The resulting equipment enable a reduction of the cycle time, to accommodate the dimensional variability detected in the assembly components and to drastically reduce the number of non-conformities.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/6177
Designação: Mestrado em Engenharia Mecânica
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Engenharia Mecânica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_MarioCosta_2014_MEM.pdf24,18 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.