Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/5748
Título: Impacto da Radioterapia no stress oxidativo em modelos celulares radiorresistentes em contexto de obesidade
Autor: Silva, Liliana
Orientador: Fernandes, Rúben
Faria, Isabel Maria
Almeida, Joana
Palavras-chave: Stress oxidativo
Radioterapia
Obesidade
Glioma
Melanoma
Oxidative stress
radiotherapy
obesity
Data de Defesa: Set-2014
Resumo: Introdução: Estudos anteriores em modelos tumorais de glioma e melanoma, tumores radiorresistentes, indicaram que a obesidade pode estar relacionada com um aumento do status oxidativo e com a diminuição da resistência à radiação. Como a Radioterapia é o tratamento frequentemente utilizado para esta patologia, propomo-nos, desta forma, a explorar a influência da obesidade em células de glioma, as BC3H1, e melanoma, B16F10, submetidas a Radioterapia, na presença de agentes oxidantes e antioxidantes, para o estudo da sua influência ao nível da viabilidade celular e do impacto do stress oxidativo. Métodos: As células BC3H1 e B16F10 foram tratadas com t-BOOH (150μM e 50 μM, respetivamente), TUDCA (25μM e 1μM, respetivamente) e com a mistura de t-BOOH+TUDCA em meio DMEM sem soro e meio condicionado (CM), a partir de adipócitos 3T3-L1. Em seguida, parte das células foram irradiadas com uma dose total de 2Gy. Posteriormente avaliou-se a viabilidade celular (teste MTT) e o stress oxidativo (teste TBARS, atividade da catalase, concentração da GSH, e status antioxidante total), às 4h e 12h. Resultados: Observou-se um aumento da capacidade antioxidante total das células irradiadas, comparativamente com as células não irradiadas. O meio condicionado reduziu o stress oxidativo nas BC3H1, ao mesmo tempo que reduziu a sua viabilidade celular. O TUDCA nas células incubadas com MC e submetidas a radioterapia, tendencialmente diminuiu a viabilidade celular, nas concertações em estudo. Discussão/Conclusão: O meio condicionado e a radioterapia, por si só, aumentam a resposta antioxidante total na célula, às 4h e às 12h. O TUDCA nas células incubadas com meio condicionado e submetidas a radioterapia, teve um comportamento citotóxico para as BC3H1, nas concentrações testadas. Revelando a necessidade de aprofundar os estudos da ação deste composto como agente radiossensibilizador, neste e noutros modelos celulares de carcinogénese.
Introduction: Previous studies, in brain tumor and melanoma, radioresistant tumors, indicated that obesity may be related with a decreased of resistance to radiation and increased redox status. Since Radiotherapy is the most commonly treatment used in this type of tumor, we propose to explore the influence of the obesity in radiated glioma cells, the BC3H1, and melanoma, the B16F10, in the presence of oxidative and antioxidant agents, for the study the influence of them in cells viability and in oxidative stress. Methods: BC3H1, glioma cells, and B16F10, melanoma cells, were treated with t-BOOH (150μM and 50μM, respectively), TUDCA (25μM and 1μM, respectively) and a mix of t-BOOH and TUDCA in serum-free DMEM or conditioned media (CM) from differentiated 3T3-L1 adipocytes. Afterwards the cells were irradiated with a total dose of 2 Gy. Subsequently BC3H1 viability were evaluated (MTT assay) and the oxidative stress (TBARS Assay, Catalase Assay, GSH concentration and total antioxidant status) after 4 and 12 hours. Results: We observed an increase the total antioxidant status in the irradiated cells compared with the non-irradiated cells. The CM reduced the oxidative stress in BC3H1, at the same time to decrease the cells viability. The TUDCA in the BC3H1 cells with CM and under irradiation revealed a decrease of cells viability, in the tested concentrations. Discussion / Conclusion: The 3T3-L1 MC and radiation, per se, increase the total antioxidant status in BC3H1, at 4h and 12h after treatment. The TUDCA in the BC3H1 cells with CM under irradiation showed a cytotoxic effect, in the tested concentrations. At this point, we need to deepen the studies to understand the TUDCA’s radiossensitazing mechanism of action.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/5748
Designação: Mestrado em Bioquímica em Saúde
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Tecnologia Bioquímica em Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_LilianaSilva_2014.pdf1,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.