Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/5688
Título: A importância das consultoras noprocesso de internacionalização das micro, pequenas e médias empresas em Portugal
Autor: Castanheira, Olívia Vera Allen Celestino da Silva
Orientador: Pereira, Inês Veiga
Palavras-chave: Outsourcing
Relacionamento estratégico
Consultoria
Internacionalização
Internationalization
Strategic relationship
Consulting
Data de Defesa: 2014
Resumo: Sob a temática ―A importância das Consultoras no Processo de Internacionalização das Micro, Pequenas e Médias Empresas em Portugal foi frequentado um estágio durante o segundo semestre do ano lectivo de 2013/14, para obtenção do grau de mestre em Empreendedorismo e Internacionalização. Este teve lugar numa empresa de serviços do ramo da Consultoria de Gestão. Trata-se de uma empresa de dimensão micro que pretende ajustar o seu mix de produtos à actual realidade económica a nível global. Baseado na informação recolhida em estatísticas e dados oficiais, constatou-se que o tecido empresarial nacional tem ao seu dispor serviços e entidades especializadas em práticas de gestão no âmbito da Internacionalização que, na maior parte do tempo, não rentabiliza. No âmbito desta questão e no que respeita à empresa consultora objecto, foi definido como problema de estágio a análise, identificação e caracterização dos obstáculos que impedem as Organizações e as Consultoras, de trabalharem a vertente da internacionalização em parceria. Como objectivo primário, estabeleceu-se a especificação da estrutura, composição e origem dos obstáculos colocados à existência de uma relação comercial pro-activa entre as Organizações e as Consultoras; como objectivo secundário, o desenvolvimento e proposta de ferramentas de análise que permitam às Consultoras a desmontagem e eliminação desses mesmos obstáculos. Para a recolha de dados, a metodologia a que se recorreu baseou-se no método qualitativo, utilizando técnicas exploratórias, com recurso ao uso de entrevistas (alvo de elaboração personalizada de acordo com o público alvo). Foram desenvolvidos dois tipos de questionários versando conteúdos semelhantes, com número de questões limitado (entre 15 e 20) e de resposta aberta. A recolha dos mesmos teve a duração de dois meses (Maio e Junho 2014). Esta pesquisa teve como base o universo das PME‘s Líder e PME‘s Excelência 2013, com alcance geográfico distribuído pelo continente português (excepto ilhas). O total de respostas obtidas não foi em número suficiente para que pudesse constituir uma amostra estatística significativa. Os dados obtidos da pesquisa foram separados de acordo com o público-alvo inquirido, ou seja, em dois grandes grupos: os recolhidos junto do grupo das indústrias transformadoras e os obtidos junto das empresas consultoras. No que respeita ao segmento das consultoras, foram agregados dados acerca do modo como é percepcionada a gestão praticada pelos empresários nacionais, qual o tipo de empresa que recorre aos serviços de consultoria, que tipo de serviço devem as consultoras oferecer, como perspectiva o empresário o serviço de outsourcing e quais as expectativas para o futuro da actividade. Quanto ao segmento das indústrias transformadoras, foram coligidos dados sobre a problemática da internacionalização (como esta é sentida pelo tecido empresarial - pontos fortes e pontos fracos), o grau de abertura à implementação do conceito de outsourcing nas organizações, os métodos a que os gestores recorrem para escolher a Consultora com quem vão trabalhar, o mix de produtos que esta deve oferecer e se o facto de serem de raiz nacional ou internacional pesa na decisão final. Todos os pontos mencionados fornecem uma ideia bastante concreta das razões pelas quais as PME‘s não recorrem tanto quanto seria expectável a serviços de consultoria. Baseado nos dados recolhidos, concluiu-se que existem demasiados pontos fracos no tecido empresarial nacional, tanto a nível da escolaridade, da cultura organizacional, das competências técnicas (gestão), como das disfunções a nível estrutural, que prejudicam o inter-relacionamento das organizações, enfraquecendo o potencial do país em geral. Como contributo, são enumeradas alternativas a serem integradas pela consultora em análise, quer a nível do back-office, quer da performance no terreno, do desenvolvimento de ferramentas de análise à necessidade de estabelecimento de redes de parcerias, assim como da inteligibilidade dos serviços ao cliente.
Under the theme "The importance of Consultants in the Internationalization Process of Micro, Small and Medium Enterprises in Portugal" an internship was attended during the second semester of the academic year 2013/14, in order to obtain the degree of Master in Entrepreneurship and Internationalization. This took place at a consulting service company. This company is a micro-sized company looking to adjust their product mix to the current economic global reality. Based on the information gathered in statistics and official data, it was found that the national business have at their disposal services and specialized agencies on management practices within the Internationalization that, most of the time, were not monetized. Under this problem and considering the company in question, was defined as internship problem the identification and characterization of the barriers that prevent organizations and consultants, to work in partnership the internationalization aspect. The primary objective, established was the specification of the structure, composition and origin of the obstacles that prevented the existence of a pro-active commercial relationship between the organizations and consultants; as a secondary objective proposed, was the development and analysis of tools that would allow consultants to the disassembly and disposal of the mentioned obstacles. For data collection, the methodology used was the one based on the qualitative method, applying exploratory techniques and using interviews as the resource (custom made inquiry was developed according to the target audience). Two types of interview were developed with similar contents containing limited number of questions (15 to 20) and open-response. The collection of these data lasted two months (May and June 2014). This research was based on the universe of SME Lider and SME Excellence 2013 with geographical scope distributed through all Portuguese mainland (except islands).Total responses were not enough so it could not be considered as a significant statistical sample. Data from the survey were separated according to the target audience type, that is, into two major groups: the group of manufactures and the consulting firms. With regard to the segment of consultancy, data were aggregated based on how management practice was perceived by domestic entrepreneurs, what kind of company uses consulting services, what kind of service should be offered by the consultants, such as the prospect entrepreneur service outsourcing, and what the prospects for the future of business are. With regard to the segment of manufacturing, data were collected on the issue of internationalization (how this is felt by the business community - strengths and weaknesses), the degree of openness to the implementation of the concept of outsourcing in organizations, methods to which managers lay hold to choose the consultant who will work, the product mix that they should offer and the fact they have national or international roots weighs, in the final decision. All mentioned points provide a very concrete idea of why SMEs do not use as much consultancy services as would be expected. Based on collected data, it was concluded that there are too many weaknesses in the national business community, both in education, organizational culture, technical skills (management) as the anomalies at a structural level, that harm the inter-relationship of the organizations, weakening the potential of the country in general. As a contribution, alternatives are listed here so that they can be integrated by the consultants in their daily business life, not only in what the back-office services is concerned but also in the field (analyses tools, partnerships and intelligibility of the services to customers)
Descrição: Relatório de Estágio Apresentado ao Instituto de Contabilidade e Administração do Porto para a obtenção do grau de Mestre em Empreendedorismo e Internacionalização, sob orientação da Mestre Inês Veiga Pereira
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/5688
Designação: Mestrado em Empreendedorismo e Internacionalização
Aparece nas colecções:ISCAP - DM- Empreendedorismo e Internacionalização

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RE_OliviaCastenheira_2014 .pdfRelatório de Estágio1,78 MBAdobe PDFVer/Abrir
Entrevista às Consultoras Anexo B.pdf176,51 kBAdobe PDFVer/Abrir
Entrevista às Consultoras Anexo B.pdf176,51 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.