Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/5658
Título: Avaliação dos ajustes posturais em indivíduos com instabilidade funcional do tornozelo
Autor: Silva, Márcia
Orientador: Sousa, Andreia
Palavras-chave: Controlo Postural
Complexo articular do tornozelo
Instabilidade Funcional
Eletromiografia
Postural Control
Ankle joint complex
Functional Instability
Electromyography
Data de Defesa: Out-2014
Resumo: Introdução:O Controlo Postural é um processo neural complexo envolvido na organização da estabilidade e orientação da posição do corpo no espaço. A Instabilidade Funcional (IF) do tornozelo é descrita como uma perceção subjetiva de instabilidade articular, que afeta o controlo postural. Apesar de vários estudos terem investigado os fatores inerentes à IF ainda existe inconsistência nos resultados da literatura sobre os mecanismos envolvidos nesta. Objetivo (s):avaliar os ajustes posturais envolvidos na resposta a uma perturbação externa realizada de forma previsível e imprevisível em indivíduos com IF. Métodos:Estudo observacional analítico transversal, teve uma amostra de 20 indivíduos, que foram divididos em grupo com IF e grupo de controlo. Foi recolhida atividade eletromiográfica bilateral dos músculos longo e curto peroneal (PL e PC), tibial anterior (TA) e solear (SOL) associado a uma perturbação externa aplicada de forma previsível e imprevisível. Os ajustes posturais foram avaliados através da análise do início da atividade muscular, da magnitude global dos ajustes posturais compensatórios e antecipatórios e magnitude das respostas de curta e média latência Resultados: Na perturbação imprevisível não se verificaram diferenças significativas no início da atividade muscular (p>0,05). Enquanto na magnitude das respostas de curta e média latência verificou-se diferenças nos músculos TA (Ia,p=0,000; II, p=0,011), CP (Ia,p=0,029; II, p=0,001) e LP (Ia, p=0,030) entre o membro com IF e o controlo e no LP (II, p=0,011) entre o membro sem IF do grupo com IF e o controlo. Na perturbação previsível observaram-se diferenças nos ajustes posturais antecipatórios (APA) dos músculos TA (p=0,006) e LP (p=0,020) entre o membro sem IF do grupo com IF e o controlo. Conclusão: Os indivíduos com IF apresentam défices na magnitude das respostas de média e curta latência numa perturbação imprevisível e nos APA na perturbação previsível.
Introduction: The Postural Control is a complex neural process involved on the organization of body stability and orientation in space. The ankle functional instability (IF) has been described as a subjective perception of the articular instability that effects the postural control. Despite several studies have investigated the inherent factors of the IF, inconsistence still remains about the mechanisms involved on it.Aim (s): To evaluatethe postural adjustments in response external, predictable and unpredictable pertubations in subjects who have IF. Methods: A cross sectional observational study was developed which involved, 20 subjects, which were divided in two groups one with IF and the control group. Bilateral electromyography activity of the longus and brevis peroneus muscles (PL and PC), of the anterior tiabialis (TA), and of the anterior soleus (SOL) was colected during upright standing associated an external perturbation both on a predictable and unpredictable way. The postural adjustments were evaluated through the analyses of the muscular timing, the global magnitude of the compensatory and anticipatory postural adjustments, and the magnitude of short and medium responses..Results: Non significante differences were observed in muscle timing associated tothe unpredictable perturbation (p>0,05). Despite that, differences were observed in the magnitude of TA(Ia,p=0,000; II, p=0,011), CP(Ia,p=0,029; II, p=0,001) and LP(Ia, p=0,030) short and medium responsonsesbetween the limb with IF and the control one and on the LP(II, p=0,011) between the limb without IF and the control one. In the predictable perturbation differences were observed on the anticipatory postural adjustments (APA) of the TA (p=0,006) and LP(p=0,020) muscles between the limb with IF of the IF group and the control. Conclusion: The subjects who have the IF condition shown deficits in the magnitude of both short and medium responses associated to an unpredictable perturbation and on the APA in the predictable perturbation.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/5658
Designação: Mestrado em Fisioterapia
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Fisioterapia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_MárciaSilva_2014.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.