Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/4758
Título: Efeito hipotensivo de uma sessão de exercício aeróbio em idosos hipertensos
Autor: Oliveira, Joana Raquel
Orientador: Melo, Cristina Argel
Palavras-chave: Idosos
Exercício aeróbio
Hipertensão arterial
Elderly
Aerobic exercise
Arterial hypertension
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: Introdução: As doenças cardiovasculares, entre elas, a hipertensão arterial constituem um dos problemas de saúde de maior prevalência, principalmente na população idosa. Alguns estudos têm apontado o exercício físico aeróbio como uma medida não farmacológica, eficaz, para a prevenção/controlo da hipertensão arterial. Objetivo: Este estudo avaliou o efeito agudo hipotensivo de uma sessão isolada de exercício físico aeróbio num grupo de idosos hipertensos. Metodologia: A amostra foi composta por 20 idosos, de ambos os géneros, hipertensos, pertencentes a três centros de convívio distintos. Os indivíduos foram divididos aleatoriamente em dois grupos, o grupo que fez a sessão de exercício (n=10, idade 81,2 ± 4,71 anos) e o grupo de controlo (n=10, idade 81,2 ± 3,12 anos). O grupo de exercício participou numa sessão de exercício físico aeróbio que teve 35 minutos de duração, sendo constituída por 5 minutos de aquecimento seguidos por duas frações de marcha a uma intensidade de 40-60% da frequência cardíaca (FC) de reserva, cada uma delas com a duração de 10 minutos, separadas por um intervalo de recuperação de 5 minutos, terminando com 5 minutos de retorno à calma. O grupo controlo permaneceu 35 minutos em repouso sentado. Todos indivíduos foram sujeitos à avaliação da pressão arterial (PA) e FC, antes, no intervalo, no término, 20 e 40 minutos após a sessão de exercício/35 minutos de repouso. Resultados: Observou-se que no grupo que fez o exercício físico a PA sistólica medida aos 40 minutos (123,04 ± 23,07 mmHg) após a sessão de exercício foi significativamente inferior aos restantes momentos de avaliação, incluindo o valor observado em repouso (135,57 ± 19,43 mmHg). A PA diastólica medida também aos 40 minutos (61,94 ± 7,49 mmHg) após a sessão foi inferior à obtida ao intervalo da sessão (72,40 ± 8,51 mmHg). A FC foi significativamente superior ao intervalo e no término da sessão comparativamente a todos os outros momentos de avaliação. Quanto ao grupo controlo não se verificaram diferenças significativas em nenhum dos parâmetros avaliados. Conclusão: Uma sessão isolada de exercício aeróbio de curta promove a ocorrência do fenómeno hipotensão pós-exercício em idosos hipertensos.
Introduction: Cardiovascular diseases and amongst them, arterial Hypertension, constitute one of the health problems with higher incidence, especially in the elderly population. Some studies have pointed out aerobic physical exercise as one of the non-pharmacological, effective, measures for prevention/control of arterial hypertension. Objective: This study has evaluated the acute hypotensive effect of an isolated session of aerobic physical exercise in a group of hypertensive elderly patients. Methodology: The sample was constituted by 20 elderly subjects, of both genders, hypertensive, belonging to three distinct drop–in centres. The individuals were randomly divided into two groups: the group that had the exercise session (n=10, age 81, 2 ± 4, 71 years) and the control group (n=10, age 81,2 ± 3,12 years). The exercise group participated in a session of aerobic physical exercise with the duration of 35 minutes, being 5 minutes of warming-up, followed by two march fractions at an intensity of 40%-60% of the reserve heart rate (HT), with the duration of the fractions being 10 minutes each, separated by a rest interval of 5 minutes, and ending with 5 minutes of return to calm. The control group remained, for 35 minutes, in a sitting rest position. All individuals were subjected to evaluation of blood pressure (BP) prior to, during break, at the end of, 20 and 40 minutes after the exercise session/35 minutes of resting. Results: It was observed that in the group that did physical exercise, the systolic BP measured at 40 minutes (123, 04 ± 23, 07 mmHg) after the exercise session was considerably inferior to the remaining evaluation moments, including the value observed in resting (135, 57 ± 19, 43 mmHg). The diastolic BP, also measured 40 minutes after the session (61, 94 ± 7, 49 mmHg) was inferior to the one obtained at the session break (72, 40 ± 8, 51 mmHg). The HR was significantly higher at the break and the end of session, in comparison with all other evaluation moments. Regarding the control group, no significant differences were observed in any of the evaluated parameters. Conclusion: An isolated session of short exercise promotes the occurrence of the post-exercise hypotension phenomenon in hypertensive elderly people.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/4758
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Fisioterapia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_JoanaOliveira_2013.pdf277,23 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.