Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/4755
Título: Obesidade e cancro da próstata: Avaliação do efeito dos adipócitos nas células RM1 de carcinoma da próstata
Autor: Moreira, Ângela
Orientador: Monteiro, Mariana
Fernandes, Rúben
Palavras-chave: Cancro da próstata
Obesidade
Meio condicionado
Proliferação
Invasão
Migração
Prostate cancer
Obesity
Conditioned media
Proliferation
Invasion
Migration
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto.
Resumo: O cancro da próstata é o segundo cancro mais frequente e a sexta causa de morte mundial por cancro no sexo masculino. A obesidade tem sido associada ao aumento da incidência e mortalidade por cancro, com alguma controvérsia. As alterações nas expressões de adipocinas associadas à obesidade têm sido um dos diversos mecanismos propostos para explicar a associação entre a obesidade e o cancro da próstata, nomeadamente na promoção do desenvolvimento e progressão celular do tumor. O objetivo deste trabalho é avaliar o efeito dos fatores produzidos pelos pré-adipócitos e os adipócitos na proliferação, migração e invasão das células de carcinoma da próstata independentes dos androgénios. As células RM1 foram cultivadas na presença de diferentes concentrações de insulina e leptina, bem como em meio condicionado (MC) de pré-adipócitos e adipócitos e co-cultivadas em sistema de transwells, com as mesmas células. A proliferação celular das RM1 foi avaliada recorrendo a contagem celular em camara de Neubauer e em citometro de fluxo, e aos ensaios metabólicos alamar blue e XTT. Efetuou-se um ensaio de migração por dano nas células RM1 na presença dos meios condicionados. A invasão das células foi avaliada recorrendo a um sistema de transwells, com membrana de matrigel, quando cultivadas com pré-adipócitos e adipócitos. A insulina aumentou significativamente a proliferação celular, ao contrário da leptina que não teve efeito. O meio condicionado dos pré-adipócitos aumentou ligeiramente a proliferação, enquanto meio condicionado dos adipócitos de 1 e 2 dias aumentou significativamente a proliferação das células RM1 (p<0.01), quando avaliada por XTT. Na câmara de Neubauer não se verificaram diferenças significativas na proliferação celular. Relativamente à migração celular, observou-se um aumento significativo da migração das células RM1 cultivadas com meio condicionado de adipócitos (MCA) e pré-adipócitos (MCPA) em comparação com o controlo (p<0.01). Observou-se um aumento significativo da invasão de células RM1 cultivadas com adipócitos e pré-adipócitos (p <0.05). Os adipócitos aumentaram significativamente a proliferação das células RM1 em co-cultura (p<0.01). Em conclusão, as células RM1 parecem ser influenciadas por fatores secretados pelos adipócitos, capazes de aumentar a sua capacidade de proliferar, invadir e migrar.
Prostate cancer is the second most frequent cancer and the sixth leading cause of death from cancer in men worldwide. Although controversial, obesity has been associated with increased prostate cancer incidence and mortality. Changes in adipokine expression associated with obesity have been one of the mechanisms proposed to explain the association between obesity and prostate cancer, particularly in promoting the development and progression of the tumor cell. The main goal of this study is to evaluate the effect of preadipocyte and adipocyte secretome in the proliferation, migration and invasion of androgen insensitive prostate carcinoma murine cells (RM1). RM1 cells were cultured in the presence of different concentrations of insulin and leptin, as well as co-cultured in transwells system with preadipocytes and adipocytes and in their conditioned medium (CM). RM1 cell proliferation was assessed by cell counting on the Neubauer chamber, in flow cytometer and by performing alamar blue and XTT viability tests. An injury assay, Wound Healing was performed in RM1 cells cultured with conditioned media. Cellular invasion was assessed by using transwells systems, with matrigel membrane, when cultured with adipocytes and preadipocytes. Insulin significantly increased cell proliferation in contrast to leptin which has no effect. When measured by XTT assay, preadipocyte conditioned media slightly increased RM1 proliferation, while 1 and 2 days conditioned media of adipocytes significantly increased the RM1 cell proliferation (p<0.01). Cell proliferation showed no differences when measured in Neubauer chamber. For cell migration, there was a significant increase in migration of RM1 cells cultured with adipocyte (ACM) and preadipocytes (PACM) conditioned media when compared to control (p<0.01). A significant increase in RM1 cell invasion was observed in cells cultured with adipocytes and preadipocytes (p <0.05) and adipocytes significantly increased the RM1 cells proliferation in co-culture (p <0.01). In conclusion, prostate carcinoma RM1 cells seem to be influenced by factors secreted by adipocytes which are able to increase their ability to proliferate, migrate and invade.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/4755
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Tecnologia Bioquímica em Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_AngelaMoreira_2013.pdf2,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.