Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/4487
Título: Burnout e engagement nos médicos dos Hospitais do grande Porto
Autor: Campos, Gisela Ferraz Santos
Orientador: Silva, Eduardo Sá e
Pereira, Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade
Palavras-chave: Engagement
Médicos
Burnout
Doctors
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: O burnout é considerado como uma das possíveis consequências do stress profissional, que assinala a dificuldade do indivíduo em utilizar recursos adequados para lidar com as exigências colocadas pelas situações de trabalho. Este fenómeno encontra-se intimamente relacionado com o engagement, entendido como o equilíbrio entre a parte afetiva e a parte cognitiva do sujeito. São parcos os estudos realizados sobre estes dois construtos nos médicos, pelo que o presente trabalho tem como objetivo analisar os níveis de burnout e de engagement dos médicos dos hospitais do grande Porto. Participaram no presente estudo 123 médicos de ambos os sexos, de diferentes instituições de saúde (públicas e privadas) e especializações. Foram administrados dois instrumentos: um inventário de avaliação do burnout (MBI) e de avaliação do engagement (UWES). Os principais resultados obtidos apontam para uma percentagem de médicos com exaustão emocional e média despersonalização. As análises diferenciais sustentam níveis significativamente diferenciados de burnout e de engagement em função da instituição, do trabalho por turnos, do estado civil e da especialidade. Os resultados correlacionais apontam para correlações positivas entre o burnout, o engagement e, designadamente a idade, os anos de serviço e o número de filhos. Os dados encontrados na presente investigação impõem a reflexão ao nível da prevenção da síndrome de burnout no seio dos médicos dos hospitais do grande Porto.
Se considera el burnout como una de las posibles consecuencias del estrés profesional, que resalta la dificultad del individuo en utilizar los recursos adecuados para hacer frente a las exigencias impuestas por las situaciones del trabajo. Este fenómeno está estrechamente relacionado con el engagement, entendido como el equilibrio entre la parte afectiva y cognitiva en el sujeto. Pocos son los estudios realizados con estés dos constructos en médicos, por lo tanto el presente trabajo pretende analizar los niveles de burnout y engagenent de los médicos en los hospitales de grande Porto. Participaron en este estudio 123 médicos de ambos os sexos, de instituciones de salud (públicas y privadas) y especializaciones diferentes. Fueron administrados dos instrumentos: un inventario de evaluación de burnout (MBI) y evaluación del engagement (UWES). Los principales resultados obtenidos señalan un porcentaje de los médicos con agotamiento emocional y mediana despersonalización. Los análisis diferenciales apoyan niveles significativamente diferenciados de burnout e engagement cuando se consideran la institución, el trabajo por turnos, el estado civil y la especialización. Los resultados correlaciónales apuntan a una correlación positiva entre burnout, engagement, la edad, años de servicio y el número de niños. Los datos encontrados en esta investigación requieren la reflexión acerca de la prevención del síndrome de burnout entre los médicos de los hospitales de grande Porto.
Burnout is one of the possible consequences of professional stress that underlines the difficulty of a person to use proper resources to face the demanding work situations. This phenomenon is deeply related with engagement, assumed as the equilibrium between affection and cognition. Few are the studies on these constructs among doctors, and the present work intends to analyze the levels of burnout and engagement in doctors in around Porto hospitals. Participated in this study 123 doctors of both sexes, from different health institutions (public and private) and specializations. Were administered two instruments: an inventory to evaluate burnout (MBI) and other to evaluate engagement (UWES). The main results pointed to a percentage of doctors with emotional exhaustion and average depersonalization. The differential analysis sustained differentiated levels of significance in burnout and engagement regarding institution, shift work, marital status and specialization. The results from correlations points to positive correlations between burnout, engagement and age, years of service and number of children. The founded data in this research require reflection regarding prevention on burnout syndrome among doctors in around Porto hospitals.
Descrição: Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientada por: Prof. Doutor Eduardo Manuel Lopes de Sá e Silva Coorientada por: Mestre Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade Pereira Esta dissertação inclui as críticas e sugestões feitas pelo júri.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/4487
Aparece nas colecções:ISCAP - DM - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_GiselaCampos_2013.pdf764,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.