Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/3418
Título: Qualidade do ar interior em Escolas Básicas de 1.º ciclo: QAI em ambientes escolares: estudo orientado para as Escolas Básicas de 1.º ciclo de um agrupamento escolar
Autor: Ferreira, Daniela
Orientador: Silva, Manuela Vieira
Palavras-chave: Qualidade do ar interior
Escolas
Ocupação
Limpeza
Características da edificação
Indoor air quality
Schools
Occupation
Cleaning
Characteristics of building
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: A Qualidade do Ar Interior (QAI) é um fator de grande preocupação. A importância de manter um ambiente salubre é mais acentuada em estabelecimentos escolares (EE), tendo em conta, que no interior destes permanecem crianças durante um elevado período de tempo. É fundamental garantir uma boa QAI nos edifícios escolares, de forma a salvaguardar a saúde, o bem-estar e o conforto dos ocupantes, bem como, não comprometer o seu desempenho escolar. Recentemente, foram construídos novos edifícios escolares e alguns dos existentes foram alvo de obras de remodelação. Contudo, a crescente tendência em construir edifícios cada vez mais herméticos, com vista à diminuição dos gastos de energia, origina problemas como a reduzida ventilação dos espaços. Vários estudos têm demonstrado a influência das atividades de limpeza na QAI. No entanto, verifica-se que na maioria das escolas não existem ainda procedimentos de limpeza padronizados. A falta de instruções de trabalho e a ausência de formação às assistentes operacionais pode comprometer a eficácia dos procedimentos de higienização, o que poderá ter influência na QAI dos espaços. Este estudo teve como principal objetivo avaliar a QAI em escolas básicas de 1.º ciclo. Foram contemplados no estudo fatores como a tipologia do edifício, a ocupação das salas e as atividades de limpeza. Procedeu-se à caracterização dos EE e à monitorização de parâmetros ambientais, como a temperatura do ar, a humidade relativa, a velocidade do ar, o dióxido de carbono, o monóxido de carbono, as partículas, os microrganismos mesófilos totais e os fungos. Estes parâmetros foram avaliados nas salas com ocupação, sem ocupação e durante a implementação de um plano de higienização. A ventilação inadequada parece ser o fator que mais condiciona a QAI das salas de aula avaliadas. Registaram-se elevadas concentrações de dióxido de carbono e de microrganismos mesófilos totais, que parecem estar relacionados com a permanência dos ocupantes nos locais e com a falta de ventilação adequada dos espaços. A concentração de dióxido de carbono foi mais elevada em edifícios recentes. Os picos elevados na concentração de partículas parecem estar associados com as atividades dos ocupantes. Obtiveram-se concentrações menores de fungos e de microrganismos mesófilos totais ao longo da implementação do plano de higienização, o que poderá significar que os procedimentos de limpeza contribuem para reduzir os níveis de contaminação dos espaços interiores. No entanto, tendo em conta, que a concentração de microrganismos mesófilos totais permaneceu elevada, as operações de limpeza parecem não ser suficientes para garantir uma boa QAI. O aumento da ventilação dos espaços poderia contribuir significativamente para a melhoria da QAI dos espaços avaliados.
The Indoor Air Quality (IAQ) is a factor of great concern. The importance of maintaining an aseptic environment is more pronounced in schools, keeping in mind that it is within these buildings that children remain for longer periods of time. It is essential to ensure good IAQ in school buildings, in order to safeguard the health, well-being and comfort of its occupants, without compromising scholar performance. Recently, new buildings were built and some of the existing schools were targeted for refurbishment. However, the increasing trend in constructing more airtight buildings, in order to reduce energy costs, causes problems such as poor ventilation of spaces. Several studies have demonstrated the influence of cleanup activities on IAQ. However, it is a fact that most schools haven’t yet established standards for cleaning procedures. The lack of work instructions and the lack of training for operational assistants may compromise the effectiveness of the cleaning procedures, which may have an influence on the IAQ. This study firstly aimed to evaluate the IAQ in basic schools. The study included factors as the typology of the building, the occupancy of rooms and cleaning activities. We proceeded to characterize schools and monitoring environmental parameters such as air temperature, relative humidity, air speed, carbon dioxide, carbon monoxide, particulate matter, mesophilic microorganisms and fungi. These parameters were evaluated in occupied rooms, clear rooms and during the implementation of a cleaning plan. Improper ventilation seems to be the factor that mostly affects the IAQ in the evaluated classrooms. There were higher concentrations of carbon dioxide and total mesophilic microorganisms that seem to be related to the presence of occupants on location and the lack of adequate ventilation of the rooms. The concentration of carbon dioxide was higher in recent buildings. The high peaks in particle concentration appear to be associated with the activities of the occupants. Lower concentrations of fungi and mesophilic microorganisms were measured throughout the implementation of the hygiene plan, which may mean that the cleaning procedures help to reduce the levels of contamination indoor. However, considering that the concentration of mesophilic microorganisms remained high, cleaning operations do not appear sufficient to ensure good IAQ. Increased ventilation of spaces could contribute significantly to improve IAQ in the evaluated rooms.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/3418
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Ambiente, higiene e segurança em meio escolar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_DanielaFerreira_2013.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.