Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2794
Título: Tradução e poesia: actividades irreconciliáveis?
Autor: Pataco, Teresa Alexandra Azevedo
Palavras-chave: Tradução
William Blake
Poesia
Translation
Poetry
Data: 2007
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: Associar tradução e poesia será, muitas vezes, sinónimo de enfrentar preconceitos académicos e científicos muito enraizados na cultura ocidental. Se, por um lado, a tradução é vista como indispensável à troca de informações entre códigos linguísticos diferentes e até mesmo como a possibilitadora de avanços científicos e tecnológicos decorrentes do contacto com outras realidades economicamente mais evoluídas, a verdade é que o seu papel enquanto “ponte” cultural está longe de ser aceite universalmente quando em causa passam a estar os “tesouros literários” de uma cultura nacional. Este carácter polémico levou-me a ponderar a hipótese de analisar, de um ponto de vista eminentemente prático, quatro traduções dissemelhantes, de épocas também distintas, do poema The Tyger, de William Blake. Ter ao dispor quatro traduções de quatro tradutores diferentes tornou possível a compilação de um corpus mais alargado e diversificado onde basear conclusões reais para os problemas de tradução de poesia, devidamente contextualizados.
When ones associates translation and poetry it frequently means to face academic and scientific preconceptions strongly rooted in the western culture. On the one hand, translation is considered essential to the information exchange between different linguistic codes and even as the enabler of scientific and technological progresses resulting from the contact with other more evolved economic realities. On the other hand, translation’s role as cultural “bridge” is far from being universally accepted when it has to work on the “literary treasures” of any given national culture. This controversial character gave the motto for the eminently practical analysis I intend to present in this paper of four distinct translations, from different time periods as well, of William Blake’s poem The Tyger. The existence of four different translations by four Portuguese translators made it possible to gather a larger and more diversified corpus, on which to base real conclusions for the poetic translation problems, duly contextualised.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2794
ISSN: 1645-1937
Versão do Editor: http://www.iscap.ipp.pt/~www_poli/
Aparece nas colecções:ISCAP - LC - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A_TeresaPataco_2007.pdf808,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.