Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2723
Título: Acesso remoto via infra-estrutura de teste IEEE1149.1 a dispositivos lógicos programáveis
Autor: Sousa, Valentim Peixoto de
Orientador: Gericota, Manuel G.
Ferreira, Paulo
Palavras-chave: OpenWrt
JTAG
Laboratórios remotos
Pseudo-terminais
Remote laboratories
Pseudo-terminal
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto
Resumo: Actualmente verifica-se que a complexidade dos sistemas informáticos tem vindo a aumentar, fazendo parte das nossas ferramentas diárias de trabalho a utilização de sistemas informáticos e a utilização de serviços online. Neste âmbito, a internet obtém um papel de destaque junto das universidades, ao permitir que alunos e professores possam interagir mais facilmente. A internet e a educação baseada na Web vêm oferecer acesso remoto a qualquer informação independentemente da localização ou da hora. Como consequência, qualquer pessoa com uma ligação à internet, ao poder adquirir informações sobre um determinado tema junto dos maiores peritos, obtém vantagens significativas. Os laboratórios remotos são uma solução muito valorizada no que toca a interligar tecnologia e recursos humanos em ambientes que podem estar afastados no tempo ou no espaço. A criação deste tipo de laboratórios e a sua utilidade real só é possível porque as tecnologias de comunicação emergentes têm contribuído de uma forma muito relevante para melhorar a sua disponibilização à distância. A necessidade de criação de laboratórios remotos torna-se imprescindível para pesquisas relacionadas com engenharia que envolvam a utilização de recursos escassos ou de grandes dimensões. Apoiado neste conceito, desenvolveu-se um laboratório remoto para os alunos de engenharia que precisam de testar circuitos digitais numa carta de desenvolvimento de hardware configurável, permitindo a utilização deste recurso de uma forma mais eficiente. O trabalho consistiu na criação de um laboratório remoto de baixo custo, com base em linguagens de programação open source, sendo utilizado como unidade de processamento um router da ASUS com o firmware OpenWrt. Este firmware é uma distribuição Linux para sistemas embutidos. Este laboratório remoto permite o teste dos circuitos digitais numa carta de desenvolvimento de hardware configurável em tempo real, utilizando a interface JTAG. O laboratório desenvolvido tem a particularidade de ter como unidade de processamento um router. A utilização do router como servidor é uma solução muito pouco usual na implementação de laboratórios remotos. Este router, quando comparado com um computador normal, apresenta uma capacidade de processamento e memória muito inferior, embora os testes efectuados provassem que apresenta um desempenho muito adequado às expectativas.
Currently, the complexity of computer systems is growing fast. They are, in conjunction with the online services they enable to offer, an indispensable part of our lives. In this context, internet plays a fundamental role at universities, allowing an easier interaction between students and teachers. Web-based education offers remote ways of accessing information without spatial or temporal constraints. As a consequence, any one with an internet connection may exchange information about a certain subject directly with an expert. In that context, remote laboratories are an excellent solution to connect technology and human resources in environments that may be far away. Their viability is mainly due to the fast development of emergent communication technologies, and to its impact in diminishing distances. Remote laboratories are an essential part of Web-based engineering lecturing, enabling future engineers to work with lab tools that otherwise would not be accessible to them. Furthermore, they allow sharing expensive resources among multiple community researchers. During this work, a remote laboratory for the test of printed circuit boards and the programming/configuration of programmable logic devices and memories through a JTAG interface was developed. This laboratory allows students to gain access to a real development board through internet, from anywhere and at anytime. This allows an efficient, more flexible, use of the available resources, while increases the availability of laboratory resources beyond lab classes. The developed remote laboratory is based on open source software and on a cheap router with OpenWrt firmware, which acts as a processing unity, one of the innovations of this work. This firmware is a Linux distribution targeted at embedded systems. The router acts as a server, which is not a common solution in the remote laboratory implementation. When compared to a normal computer, the router has a lower processing and memory capacity. However, the tests proved that it has a very good performance, and is able to cope with the demands of the remote laboratory.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2723
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Engenharia Informática

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_ValentimSousa_2011_MEI.pdf1,43 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.