Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2577
Título: Implementação e validação de um método para determinação de contaminantes em vinho por microextração em fase sólida e gc-ms/ms e sua correlação com a análise sensorial
Autor: Faria, Susana Maria Fernandes
Orientador: Correia, Manuela
Delerue-Matos, Cristina
Esteves, Cristina
Palavras-chave: Vinho
Contaminantes
SPME
GC-MS/MS
Validação do método
Wine
Contaminants
Validation of the method
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto
Resumo: Cada vez mais começa a notar-se, na indústria vitivinícola, uma grande preocupação com a qualidade dos seus produtos, motivada pela maior sensibilização e exigência dos consumidores. Deste modo, a presença de defeitos organoléticos no vinho representa uma fonte de perda financeira nesta indústria, pelo que o seu controlo se torna indispensável para que se obtenha um produto de elevada qualidade. Neste sentido, torna-se interessante desenvolver um método de análise que seja rápido de forma a permitir a quantificação simultânea das moléculas identificadas como principais responsáveis pelos distúrbios olfativos dos vinhos. Assim, este trabalho surge com o objetivo de implementar e validar um método para a determinação de contaminantes em vinho por microextração em fase sólida (SPME) e cromatografia gasosa acoplada à espetrometria de massa tandem (GC-MS/MS) e a sua correlação com a análise sensorial. A técnica de microextração em fase sólida é simples e rápida na medida em que não requer um pré-tratamento da amostra. Por sua vez, a análise por GC-MS permite identificar de forma clara os compostos em estudo, nomeadamente, 4-Etilfenol (4-EP), 4-Etilguaiacol (4-EG), 2,4,6-Tricloroanisol (TCA), 2,3,4,6-Tetracloroanisol (TeCA) e 2,4,6-Tribromoanisol (TBA). Foram realizados estudos de otimização das condições de extração, comparando as fibras 100 μm PDMS e 50/30 μm DVB/CAR/PDMS. Obtiveram-se resultados mais satisfatórios, em termos de resposta e da relação sinal/ruído, com a fibra 50/30 μm DVB/CAR/PDMS e estabeleceram-se como condições de extração 55ºC para a temperatura de incubação/extração, uma velocidade de agitação de 250 rpm e 60 minutos de tempo de extração. Ao longo deste trabalho, analisaram-se 50 amostras de vinho, das quais 48 eram amostras de Vinho Tinto do Douro e 2 de Vinho do Porto. Para validar a metodologia foram realizados estudos de linearidade, limiares analíticos, repetibilidade, precisão intermédia e recuperação. De um modo geral, obtiveram-se bons resultados ao nível da linearidade para as gamas de concentração escolhidas. Quanto aos limites de deteção e de quantificação, o 4-EP é o contaminante que apresenta uma gama de concentrações mais alta, notando-se limiares analíticos mais elevados, com valores próximos dos últimos níveis de concentração, oscilando entre 65 e 583 μg/L. No caso dos Anisóis, o TBA apresenta limites de deteção mais baixos, entre 0,4 e 17,0 ng/L. Os limiares analíticos foram validados com recurso a estudos de precisão intermédia e repetibilidade, cujos resultados se encontram dentro das especificações descritas no documento SANCO/10684/2009 (%RSD ≤ 30% para os Anisóis e %RSD ≤ 20% para os Fenóis Voláteis). Foram, ainda, realizados estudos de exatidão recorrendo a ensaios de recuperação e a ensaios interlaboratoriais. Muitas vezes conseguem-se boas recuperações, no entanto notam-se maiores dificuldades para o TBA e para o TeCA. Relativamente aos ensaios interlaboratoriais, verificam-se maiores discrepâncias para o 4-EP. Já os restantes contaminantes apresentam resultados, geralmente, satisfatórios (|z-score| ≤ 2).
There is an increasing concern, in the wine industry, with the quality of their products, driven by increased awareness and consumer demand. Thus, the presence of organoleptic defects in wine represents a source of economic loss in this industry and, for this reason, its control becomes necessary in order to obtain a high quality product. Accordingly, it is interesting to develop a method which is fast to enable the simultaneous measurement of the molecules identified as responsible for the main olfactory disorders of the wine. This work appears in order to implement and validate a method for the determination of contaminants in wine by SPME/GC-MS/MS and its correlation with sensory analysis. The SPME technique is simple and fast as it does not require a pre-treatment of the sample. The analysis by gas chromatography with mass spectrometer detector (GC-MS/MS) allows to clearly identify the desired compounds, namely, 4-Ethylphenol (4-EP), 4-Ethylguaiacol (4-EG), 2,4,6-Trichloroanisole (TCA), 2,3,4,6-Tetrachloroanisole (TeCA) and 2,4,6-Tribromoanisole (TBA). Studies of optimization of the extraction conditions were performed, comparing the 100 μm PDMS fiber and 50/30 μm DVB/CAR/PDMS fiber. More satisfactory results were obtained, in terms of response and signal/noise ratio, with the 50/30 μm DVB/CAR/PDMS fiber and established as extraction conditions 55ºC for the temperature of incubation/extraction, a speed of agitation of 250 rpm and 60 minutes of extraction time. Throughout this paper, 50 samples of wine were analyzed, of which 48 were samples of red wine from Douro and 2 samples of Port Wine. To validate the methodology studies of linearity, analytical thresholds, repeatability, intermediate precision and recovery were performed. In general, good results were obtained in terms of linearity in the selected concentration ranges. Regarding the limits of detection and quantification, 4-EP is the contaminant which presents higher concentration range and analytical thresholds, with values near the last concentration levels, ranging from 65 to 583 μg/L. In the case of Anisoles, TBA presents the lowest detection limits (0.4 - 17.0 ng/L). The thresholds were validated by intermediate precision and repeatability studies whose results are within the specifications described in the document SANCO/10684/2009 (%RSD ≤ 30% for Anisoles and %RSD ≤ 20% for Volatile Phenols). Studies of accuracy through interlaboratory tests and recovery studies were also performed. Recoveries were generally good, but some difficulties were observed for TBA and TeCA. As regards the interlaboratory tests, there were higher discrepancies for 4-EP. The remaining contaminants present, generally, satisfactory results (|z-score| ≤ 2).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2577
Aparece nas colecções:ISEP - DM – Engenharia Química

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_SusanaFaria_2012_MEQ.pdf3,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.