Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2501
Título: Efeitos imediatos de um Sustained Natural Apophyseal Glide na atividade muscular dos eretores espinhais, na dor e na amplitude de flexão, em indivíduos com dor lombar crónica não específica
Autor: Santos, Patrícia
Orientador: Bessa, Isabel
Neto, Francisco
Montes, António
Palavras-chave: Dor lombar crónica não específica
Terapia manual ortopédica
Mulligan
Sustained natural apophyseal glide (SNAG)
Chronic non-specific low back pain
Orthopedic manual therapy
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: Introdução: O Sustained Natural Apophyseal Glide tem sido sugerido como uma técnica com potenciais benefícios na redução da dor e no aumento da amplitude de flexão lombar em indivíduos com dor lombar. Contudo, não existe evidência sobre esta técnica na atividade muscular dos eretores espinhais. Objetivo: Avaliar os efeitos imediatos de um Sustained Natural Apophyseal Glide na atividade muscular dos eretores espinhais, na intensidade da dor e na amplitude real de flexão lombar, em indivíduos com dor lombar crónica não específica. Métodos: Estudo experimental com uma amostra de 20 estudantes universitários, com dor lombar crónica não específica e com dor à flexão da coluna lombar, que foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos: experimental - Sustained Natural Apophyseal Glide e placebo – intervenção placebo. Foram avaliadas a atividade muscular dos eretores espinhais recorrendo à eletromiografia de superfície (bioPLUX research®), a intensidade da dor através da Escala Visual Analógica e a amplitude real de flexão lombar pelo método de duplo inclinómetro (Universal Inclinometer®), antes e após a intervenção, pela análise do movimento de flexão-extensão do tronco. O nível de significância foi de 0,05. Resultados: Foram encontradas diferenças significativas, em ambos os grupos, para a fase de relaxamento (Grupo experimental: p=0,013 e Grupo placebo: p=0,047), assim como para a fase de extensão, no grupo experimental (p=0,037), verificando-se uma diminuição da atividade muscular da baseline para a avaliação final. A Análise da Covariância revelou que, relativamente à intensidade da dor, verificaram-se diferenças significativas entre os dois grupos (p=0,002), sendo que o grupo experimental diminuiu mais 2cm na Escala Visual Analógica do que o grupo placebo. Pela análise da amplitude real de flexão lombar, embora o aumento não fosse significativamente diferente entre os grupos (p=0,086), o grupo experimental teve mais 1,7º de aumento do que o grupo placebo. Conclusão: Os resultados sugerem que, a curto prazo, o Sustained Natural Apophyseal Glide parece produzir um efeito significativo na diminuição da atividade muscular dos eretores espinhais, durante o movimento dinâmico de extensão do tronco, assim como no alívio da dor. Embora não se tenham observado alterações significativas no aumento da amplitude articular, os resultados no grupo experimental foram superiores à diferença mínima detetável, sugerindo um efeito positivo da técnica aplicada.
Introduction: Sustained Natural Apophyseal Glide has been suggested as a technique with potential benefits in reducing pain and increasing the range of lumbar flexion in patients with low back pain. However, there is no evidence on this technique in muscle activity of the erector spinae. Objective: To evaluate the immediate effects of a Sustained Natural Apophyseal Glide in muscle activity of the erector spinae, the intensity of pain and the real range of lumbar flexion in subjects with chronic non-specific low back pain. Methods: An experimental study with a sample of 20 university students with chronic non-specific low back pain and pain on flexion of the lumbar spine, which were randomly allocated to two groups: experimental - Sustained Natural Apophyseal Glide and placebo – placebo intervention. Were evaluated the activity of the erector spinae muscle using the surface electromyography (bioPLUX research®), pain intensity using a visual analogic scale and the real range of lumbar flexion with a double inclinometer method (Universal Inclinometer®) before and after the intervention, by the analysis of the flexion-extension movement of the upper-body. The significance level was 0,05. Results: Significant differences were found in both groups for the relaxation phase (Experimental Group: p=0,013 and Placebo Group: p=0,047), as well as for the extension phase, in group experimental (p=0.037), verifying a decrease in muscle activity from baseline to final evaluation. The realization of Analysis of Covariance revealed, with regard to pain intensity, there were significant differences between the two groups (p=0,002), and the experimental group decreased more 2cm in Visual Analogic Scale than placebo group. Analyzing the real range of lumbar flexion, although the increase was not significantly different between groups (p=0.086), experimental group increased 1,7° more than placebo group. Conclusion: The results suggest that, in the short term, the Sustained Natural Apophyseal Glide seems to have a significant effect on the decrease of activity of the erector spinae muscles during dynamic movement of the upper body extension, as well as pain relief. Although there were no significant changes observed in increasing range of motion, results in the experimental group were higher than the minimal detectable change, suggesting a positive effect of the applied technique.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2501
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Fisioterapia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_PatriciaSantos_2013.pdf790,25 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.