Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2238
Título: Análise do padrão de recrutamento abdominal em crianças com dor espinal, entre os 7 e os 10 anos, durante a flexão rápida do ombro, com recurso a electromiografia de superfície
Autor: Alves, Joana
Orientador: Faias, Joaquim
Santos, Rubim
Palavras-chave: Dor espinal
Padrão de recrutamento abdominal
Flexão do ombro
Back pain abdominal recruitment pattern
Shoulder flexion
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: Estudos epidemiológicos dão conta de um aumento exponencial de crianças que reportam dor espinal nalgum momento da vida, tendo-se vindo a atribuir a esta um interesse crescente. Nesta sequência têm vindo a ser estudados factores de risco para a dor espinal, cujo leque tem aumentado devido ao contexto social em que nos inserimos. Um dos aspectos sobre o qual recai a nossa investigação relaciona-se com a activação muscular nas crianças com dor espinal, aspecto ainda não estudado nesta população em particular. A literatura indica que, na população adulta sem dor espinal existe pré-activação muscular abdominal aquando da flexão rápida do ombro e a maioria dos estudos revistos apontam para a inexistência da mesma nos indivíduos com dor espinal. Apesar disso, não existem evidências que o demonstrem em crianças pelo que o nosso estudo pretende descrever o padrão de recrutamento abdominal utilizado pelas crianças com dor espinal, aquando do movimento rápido do membro superior bem como analisar os principais factores de risco. Para recolha dos dados utilizou-se o Questionário de Dor Adaptado, para rastrear a amostra com dor espinal e descrever a sua história ocupacional, e Electromiografia de Superfície, com utilização do acelerómetro, que nos deu conta do início do movimento. Os dados obtidos neste estudo indicam que existe activação muscular abdominal, no momento imediatamente prévio ao início do movimento de flexão do ombro, em quase toda a musculatura abdominal, em crianças com dor espinal excepto em dois participantes que revelam um atraso na activação do músculo oblíquo interno direito e num outro que revela um atraso na activação do recto abdominal. Um dos participantes apresentou pré-activação em todos os músculos estudados. Isto provavelmente encontra-se relacionado com o processo de maturação e indica que possivelmente esta é uma boa altura para prevenir a evolução da dor e possíveis futuros problemas ocupacionais daí advindos, como faltar ao trabalho e ter uma baixa participação social. Estudos futuros devem debruçar-se sobre esta temática e sobre a delineação de novos programas, desta feita de prevenção, de modo a evitar problemas ocupacionais na idade adulta, já que crianças com dor são mais susceptíveis de se tornarem adultos com dor crónica.
Epidemiological studies have shown an exponential increased in the number of children that report back pain at some moment of their life’s and so it´s been assigning an increase interest in this area. In this sequence some factors related to back pain has been studied, as the number of them has been increased to because of the social context of nowadays. One of the aspects about our investigation addresses is related with muscular activation in children with back pain aspect that has not been studied in this particular population. Literature shows that in adult population without back pain there are abdominal muscular pre-activation during the rapid arm flexion, but the majority of the studies indicate that that doesn’t happen in adults with back pain. Despite that, there are no evidences that shows that this is true in children whereby our study pretends to describe the abdominal recruitment pattern used by children with back pain during rapid arm movement as to analyze some the presence of risk factors in the group of study. To our data collection we used the “Questionário de Dor Adaptado” to track the sample with back pain and to describe some of their occupational history, and Surface Electromiography to regist the muscular activity, as the accelerometer that was used to show the movement onset. Data collected in this study shows that there are abdominal muscular pre-activation at the majority of the muscles except, in two participants the right internal oblique and in the other rectus abdominal. One of the participants showed pre-activation in all of them. That probably means that in children, because of the maturation process there are not all the altered pattern recruitment, so this is the best time to prevent evolution of pain and possible future occupational problems. Future studies should investigate this thematic and should design new prevention programs so they can avoid occupational problems at the adult age, like work absence and lack of social participation, since children with pain are more susceptible to became adults with chronic pain.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2238
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Terapia Ocupacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_JoanaAlves_2013.pdf527,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.