Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/2237
Título: A relação terapeuta-cliente: na perspectiva do cliente
Autor: Oliveira, Indiara
Orientador: Portugal, Paula
Palavras-chave: Relação
Vínculo
Terapeuta-cliente
Terapia Ocupacional
Relationship
Bond
Therapist-client
Occupational Therapy
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: O presente estudo resulta de uma crescente preocupação e percepção da importância da relação terapeuta-cliente e procura compreender a perspectiva do cliente e a forma como este sente e vive essa relação ao longo de todo o seu processo terapêutico. O estudo realizado, de natureza qualitativa e de carácter exploratório, visa sobretudo analisar a influência da relação terapeuta-cliente na perspectiva do cliente, identificar e descrever os fatores que a influenciam e perceber a mais-valia desta relação ao longo do processo terapêutico. Para tal, foram entrevistadas dezanove pessoas que estão a receber tratamento de terapia ocupacional. Para a recolha dos dados foi aplicada a entrevista semi-estruturada por se pretender um contributo mais envolvente, particularizado e subjetivo dos clientes. Através da realização do estudo e de acordo com a perspetiva dos clientes entrevistados, concluiu-se que a capacidade do terapeuta em construir e estabelecer um vínculo com o cliente ditará grande parte do sucesso ou insucesso do processo terapêutico. Porém, tão importante como formar e estabelecer um vínculo terapeuta-cliente é preciso ter a preocupação contínua de o manter sempre vivo e fortalecido. Para que tal aconteça, o terapeuta não pode menosprezar a experiência de vida e expectativas do cliente e deve assumir um papel de permanente preocupação e atenção a todas as transformações quotidianas pois estas influenciam o envolvimento do cliente nas suas atividades/ocupações e afetam a sua saúde e desempenho. O novo milénio requer dos profissionais de saúde em geral e dos terapeutas ocupacionais em particular, novas habilidades e competências. É fundamental adquirir a consciência de que os clientes são o centro de todo o processo terapêutico. É necessário ter uma visão holística e não fragmentada do cliente. É importante interagir com os clientes e permitir uma troca de conhecimento, entre o saber do cliente e o saber do terapeuta. Essa troca gera convergências, fortalece laços e o processo terapêutico avança. Nesse relacionamento, ambos aprendem, progridem e crescem.
This study resulted from a growing concern and awareness of the importance of the therapist-client relationship and seeks to understand the client's perspective and how it feels and lives this relationship throughout their therapeutic process. The study was qualitative and exploratory nature, mainly aims to analyze the influence of the therapist-client relationship in the client's perspective, identify and describe the factors that influence it and realize the added value of this relationship throughout the therapeutic process. To this end, we interviewed nineteen people who are receiving treatment for occupational therapy. For the collection of data was applied semi-structured interview since we planned a contribution more engaging, individualized and subjective from clients. Through the study and according to the perspective of the clients interviewed, it was concluded that the ability of the therapist to build and establish a bond with the client, will dictate much of the success or failure of the therapeutic process. However, as important as form and establish a therapist-client relationship must be constantly striving to keep always alive and energized. For this to happen, the therapist cannot belittle the experience of life and expectations of the customer and must assume the role of ongoing concern and attention to all the daily transformations as these influence the client's involvement in their activities/occupations and affect your health and performance. The new millennium requires health professionals in general and occupational therapists in particular, new skills and competencies. It is essential to acquire the knowledge that clients are the center of all therapeutic process. You must have a holistic view of the client and not fragmented. It is important to interact with clients and allow an exchange of knowledge between knowledge of the client and the therapist. This exchange creates convergences, strengthens ties and therapeutic process progresses. In this relationship, both learn, prosper and grow.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/2237
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Terapia Ocupacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_IndiaraOliveira_2013.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.