Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/1850
Título: As motivações no trabalho voluntário
Autor: Ferreira, Marisa R.
Proença, Teresa
Proença, João F.
Palavras-chave: Motivações
Voluntários
ONG's
Organizações Não Governamentais
Motivations
Volunteers
NGO’s
Non Governmental Organisations
Motivación
Voluntarios
Las ONG’s
Organizaciones No Gubernamentales
Data: 2008
Editora: Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão
Resumo: Este trabalho revê e discute a literatura sobre as motivações dos voluntários para doarem o seu tempo às ONG’s. Quanto melhor uma organização conhecer os voluntários, mais essa organização poderá ir de encontro às necessidades e expectativas desses mesmos indivíduos. Por isso, compreender as motivações que podem levar um indivíduo a doar o seu tempo a uma determinada organização é relevante na gestão das ONG’s. Primeiro, o artigo discute o estado da arte do voluntariado formal e as motivações dos indivíduos voluntários não dirigentes. Apresenta-se uma pesquisa a bases de dados bibliográficas, que inclui revistas especializadas na investigação de voluntariado. Depois, o artigo mostra e compara os diferentes tipos de motivações associadas ao trabalho voluntário e propõe uma tipologia que agrupa as motivações dos voluntários em quatro tipos: altruísmo, pertença, ego e reconhecimento social e aprendizagem e desenvolvimento. Por fim, efectua-se uma análise que indica três lacunas na literatura das motivações dos voluntários que justificam investigação adicional: (i) a omissão de diferenças entre as motivações relacionadas com a “Atracção” versus a “Retenção” dos voluntários; (ii) a focalização das investigações no contexto norte-americano e australiano; e (iii) a ausência de análises comparativas que relacionem as motivações por tipos de ONG’s.
This research intends to critically review and discuss literature about volunteers’ motivations to donate their time to NGO’s. The more an organization knows its volunteers, the better this organisation will be able to meet the needs and expectations of these individuals. Therefore, to understand motivations that can make individuals donate their time to a certain organisation is an important issue for NGO’s management. Firstly, this paper exam- ines the state-of-the-art in formal voluntarism and the motivations associated with the work of direct service vol- unteers. We illustrate the results of an analysis conducted in bibliographical databases that include specialised journals in voluntarism research. This discussion is followed by a presentation of a typology that organises differ- ent volunteers’ motivations in four groups: altruism, belonging, ego and social recognition and learning and devel- opment. Finally, three gaps in the literature of volunteers’ motivations that can justify additional research are iden- tified: omission of differences between motivations related with volunteers’ ‘attraction’ versus ‘retention’; focus of the investigations in North American and Australian contexts; and absence of comparative analyses that relate motivations by NGO types.
Este trabajo revisa y discute la literatura sobre las motivaciones de los voluntarios que donan su tiempo a las organizaciones no gubernamentales. Cuanto mejor una organización conoce a sus voluntarios, más esta orga- nización puede ir más allá para satisfacer las necesidades y expectativas de estas personas. Por lo tanto, la comprensión prensión de las motivaciones que pueden llevar una persona para donar su tiempo a una organización en particular es relevante en la gestión de las organizaciones no gubernamentales (ONG’s). En primer lugar, el artículo describe el estado del arte del voluntariado formal y las motivaciones de los voluntarios no dirigentes. Se presenta una búsque- da de bases de datos bibliográficas, que incluye revistas especializadas en la investigación sobre el voluntariado. A continuación, el artículo describe y compara los diferentes tipos de motivaciones relacionadas con el trabajo volun- tario y propone una tipología que agrupa a las motivaciones de los voluntarios en cuatro categorías: el altruismo, la pertenencia, ego y el reconocimiento social y el aprendizaje y el desarrollo. Por último, un análisis que indica que tres lagunas en la literatura de la motivación de los voluntarios para justificar una investigación más a fondo: la omisión de las diferencias entre las motivaciones relacionadas con la “atracción” versus la “retención” de los vo- luntarios, el enfoque de las investigaciones en el contexto América del Norte y Australia, y la ausencia de análisis comparativas que relacionen las motivaciones por tipos de ONG’s.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/1850
Versão do Editor: http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/rpbg/v7n3/v7n3a06
Aparece nas colecções:ESTGF - CIICESI - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ART_MarisaFerreira_2011.pdf295,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.