Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/1680
Título: Detectives with pimples: how teen noir is crossing the frontiers of the traditional noir films
Autor: Mancelos, João de
Palavras-chave: Reinvention
Feminism
Teen noir
Veronica Mars
Noir cinema
Feminismo
Data: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: In the last ten years, teen noir movies and series — such as Donnie Darko (2001), Brick (2005), or Veronica Mars (2004-2007) — have become increasingly popular among audiences, both in the USA and in Europe, and aroused the curiosity of critics. These teen noir adventures present darker themes and technical features that distinguish them from numerous productions aiming at young adults. Their narrative and aesthetic characteristics reinvent and subvert the tradition of classic noir movies of the forties and fifties, thus generating a sense of novelty. In this article, I focus my attention on Veronica Mars, a famous teen noir series, created by Rob Thomas, to examine: a) the teen noir themes; b) the new profile and role of the private investigator; c) the empowerment of girls/young women; d) razor-sharp dialogues; e) intertextual references to old- school noir movies. In order to do so, resort to the research of specialists in the field of neo noir, such as Mark Conrad, Foster Hirsch, or Roz Kaveney. My main goal is to prove that a new (sub)genre is slowly emerging and revivifying teen cinema.
Nos últimos dez anos, filmes e séries do género teen noir — como Donnie Darko (2001), Brick (2005), ou Veronica Mars (2004-2007) — tornaram-se crescentemente populares junto das audiências norte-americanas e europeias, e suscitaram a curiosidade dos críticos. Estas aventuras teen noir apresentam temas mais sombrios e aspetos técnicos que as distinguem das numerosas produções dirigidas a jovens adultos. As suas caraterísticas narrativas e estéticas reinventam e subvertem a tradição dos filmes noir clássicos das décadas de quarenta e cinquenta, gerando, deste modo, uma sensação de novidade. Neste artigo, centro a atenção em Veronica Mars, uma famosa série teen noir, criada por Rob Thomas, para examinar: a) os temas teen noir; b) o novo perfil e papel do detetive privado; c) o poder das raparigas e jovens; d) os diálogos cortantes; e) as referências intertextuais aos filmes clássicos. Para tal, recorro à pesquisa de especialistas no campo do neo noir, como Mark Conrad, Foster Hirsch ou Roz Kaveney. O meu objetivo é provar que um novo (sub)género emerge lentamente e revivifica o cinema para jovens.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/1680
ISSN: 1645-1937
Versão do Editor: http://www.iscap.ipp.pt/~www_poli/
Aparece nas colecções:ISCAP - LC - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A_Polissema_2012.pdf4,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.