Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/1241
Título: Comparative analysis of the ground reaction forces, during the support phase, in a group of pregnant women on their 3rd trimester of pregnancy and in a group of not pregnant women
Autor: Santos, Rubim
Gil, Belandina
Marques, Alda
Vilas Boas, João
Silva, José
Palavras-chave: Gait
Stance phase
Lower extremities
Gait asymmetry
Marcha
Fase de apoio
Membros inferiores
Assimetria da marcha
Data: 2008
Editora: Pontifícia Universidade Católina do Paraná
Relatório da Série N.º: Fisioterapia em Movimento; Vol. 21, Nº 1
Resumo: PURPOSE: To analyze and compare the Ground Reaction Forces (GRF), during the stance phase of walking in pregnant women in the 3rd trimester of pregnancy, and non pregnant women. METHODS: 20 women, 10 pregnant and 10 non pregnant, voluntarily took part in this study. GRF were measured (1000 Hz) using a force platform (BERTEC 4060-15), an amplifier (BERTEC AM 6300) and an analogical-digital converter of 16 Bits (Biopac). RESULTS: The study showed that there were significant differences among the two groups concerning absolute values of time of the stance phase. In what concerns to the normalized values the most significant differences were verified in the maximums values of vertical force (Fz3, Fz1) and in the impulse of the antero-posterior force (Fy2), taxes of growth of the vertical force, and in the period of time for the antero-posterior force (Fy) be null. CONCLUSIONS: It is easier for the pregnant to continue forward movement (push-off phase). O smaller growth rates in what concerns to the maximum of the vertical force (Fz1) for the pregnant, can be associated with a slower speed of gait, as an adaptation strategy to maintain the balance, to compensate the alterations in the position of her center of gravity due to the load increase. The data related to the antero-posterior component of the force (Fy), shows that there is a significant difference between the pregnant woman’s left foot and right foot, which accuses a different functional behavior in each one of the feet, during the propulsion phase (TS).
OBJETIVO: caracterizar e comparar as forças de reação do solo (FRS), durante a fase de apoio num ciclo de marcha da mulher grávida do 3º trimestre e na não grávida. MATERIAL E MÉTODOS: 20 mulheres, 10 grávidas e dez não grávidas, participaram voluntariamente neste estudo. Os valores relativos às forças de reação do solo (FRS) foram medidos (1000 Hz) usando uma plataforma de força (BERTEC 4060-15), ligada a um amplificador (BERTEC AM 6300) e a um conversor analógico-digital de 16 Bits (Biopac). RESULTADOS: O estudo demonstrou que existem diferenças significativas entre os dois grupos no que diz respeito aos valores absolutos do tempo de apoio. No que diz respeito aos valores normalizados, as diferenças significativas verificaram-se nos valores máximos da componente vertical da FRS (Fz3), nos impulsos das componentes antero-posterior e vertical (Fy2 e Fz1), nas taxas de crescimento da componente vertical (Fz1 e Fz3), e no tempo para a componente antero-posterior (Fy) se anular. CONCLUSÕES: A grávida tem maior facilidade no movimento para a frente (fase de push-off). As menores taxas de crescimento no que diz respeito ao 1º máximo da componente vertical da FRS na grávida, podem estar associadas a uma menor velocidade da marcha como uma estratégia de adaptação para manter o equilíbrio, para compensar as alterações na posição do centro de gravidade devido ao aumento da carga. Os dados relativos ao valor máximo da componente antero-posterior (Fy2) mostram diferenças significativas entre os dois pés da grávida, o que denota um comportamento funcional diferente para cada um dos pés durante a fase de propulsão.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/1241
Aparece nas colecções:ESTSP - CEMAH - Artigos
ESTSP - FIS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ART_RubimSantos_2008.pdf251,05 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.