Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/1173
Título: Economia social, pilar de um novo modelo de desenvolvimento económico sustentável
Autor: Oliveira, Ilda Helena Martins de
Orientador: Dias, Alcina Portugal
Palavras-chave: Desenvolvimento
Alternativa
Economia social
Sustentável
Development
Alternative
Social economy
Sustainable
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Resumo: A atual grave crise económica e social tem levantado questões acerca da necessidade de remodelação do modelo presente. A Economia Social é uma realidade que se tem vindo a afirmar com crescente importância económica e social nas nossas sociedades, sendo vista por alguns autores e entidades como um dos pilares num novo modelo económico sustentável. O objetivo do trabalho é avaliar o papel e potencial da Economia Social, dando particular relevo ao caso Português, após um enquadramento mais global. Apesar da falta de dados concretos e atuais sobre o peso da Economia Social em Portugal, é assumido que esta adquire menores proporções comparativamente com outros países europeus, como a França ou Finlândia. Esta dificuldade relacionada com os dados existentes impulsionou o desenvolvimento de um estudo prático neste trabalho, que incluiu uma amostra de dez associações mutualistas. O peso da Economia Social será já significativo no País, podendo no entanto ser largamente potenciada e beneficiada, se obstáculos atuais como a baixa visibilidade, pequena dimensão, falta de apoio social e incentivos fiscais, insuficiente nível cooperação com o Estado, entre outros, forem ultrapassados. As correlações realizadas entre as opiniões de diversos autores, dados concretos obtidos no estudo experimental e os existentes a nível oficial ou não oficial, de âmbito nacional ou internacional, permitem afirmar com maior certeza que a Economia Social é um modelo com base num desenvolvimento económico mais transparente e promotor da criação de emprego, viabilizando uma ética na gestão e na comunicação e privilegiando o desenvolvimento sustentável como um todo, em detrimento do individual. No caso Português, o corte dos gastos públicos e a desresponsabilização por parte do Estado, em vários setores, aumentará o desemprego e provocará uma queda na acessibilidade e qualidade dos serviços públicos, nomeadamente na área da saúde, levando a que a Economia Social assuma um papel tanto de complementaridade aumentada, como de alternativa, dados os serviços prestados, infra-estruturas disponibilizadas e baixos preços praticados.
The current severe economic and social crisis has raised questions about the necessity of remodeling the present model. The Social Economy is a reality that has gained economic visibility and social importance in our society, being seen by some authors and organizations as one of the pillars of a new sustainable economic model. The objective of this thesis is to evaluate the role and potential of Social Economy, with particular emphasis on the Portuguese case, after a more global overview. Despite the lack of concrete data and current information about the weight of the Social Economy in Portugal, it is assumed that it assumes smaller proportions compared with other European countries such as France or Finland. The difficulty associated with existing data stimulated the development of a practical study in this work, which includes a sample of ten mutual associations. The obtained results allow correlating mean values, opinions and ideas with those described in the literature review chapter. The weight of the Social Economy in the country should be already significant, although Social Economy can be greatly enhanced if current obstacles such as low visibility, small size, lack of social support and financial incentives, lack of cooperation with the state, among others, are overcome. The correlations between the views held by different authors, concrete data obtained in the experimental study and the existing official or unofficial, national or international data, allow us to state with greater certainty that the Social Economy is a model based on a more transparent economic development and job creation promoting, that enables an ethical management and communication and focus on sustainable development as a whole over the individual. In the Portuguese case, the public budget cuts along with the a reduction of responsibility from the state, in various sectors, will increase unemployment and cause a drop in accessibility and quality of public services, mainly in the health setor, giving the Social Economy a chance to take a leading role both as complement as an alternative, given the services, infrastructure offered and low prices provided.
Descrição: Dissertação apresentada ao Instituto Superior de Contabilidade para a obtenção do Grau de Mestre em Auditoria Orientada por Dr.ª Alcina Portugal Dias
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/1173
Aparece nas colecções:ISCAP - DM - Auditoria

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_IldaOliveira_2012.pdf1,41 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.