Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/11430
Título: Influência da dupla tarefa na pressão plantar máxima de indivíduos com doença de Parkinson
Autor: Ferreira, Ana Sofia Silva
Orientador: Fernandes, Ângela
Rocha, Nuno Barbosa
Palavras-chave: Doença de Parkinson
Pressão plantar máxima
Data de Defesa: Dez-2017
Resumo: Objetivos: Este estudo teve como objetivo principal analisar a pressão plantar máxima registada em cada região da planta do pé de indivíduos com doença de Parkinson em comparação com indivíduos sem patologia, em posição ortostática, sob condições de tarefa simples e dupla. Pretendeu-se de igual forma estudar a pressão plantar máxima registada em cada região do pé. Métodos: A amostra é não probabilística por conveniência e constituída por 89 indivíduos (sendo que 46 pertencem ao grupo de controlo e 43 pertencem ao grupo de indivíduos com doença de Parkinson) residentes na comunidade com idade igual ou superior a 65 anos. Para a obtenção da pressão plantar máxima (PPM) foi utilizada uma plataforma de pressão e as medições foram realizadas em condição de tarefa única (permanecer na posição de pé com os olhos abertos e com os olhos fechados) e condição de dupla tarefa (permanecer na posição de pé enquanto realizavam uma tarefa de fluência verbal e uma outra de semântica). O pé foi dividido em três regiões: retro pé; médio pé e ante pé para analisar a pressão plantar máxima. Resultados: Foram verificadas diferenças significativas (p<0.05) entre a PPM registada em condição de tarefa única e a PPM em dupla tarefa, ao nível do ante pé direito e ante pé esquerdo, bem como no retro pé direito. Analisando os dois grupos constatamos que existem diferenças no medio pé direito e medio pé esquerdo. Foram ainda encontradas diferenças significativas entre as três zonas do pé (p0.05) tanto no pé esquerdo como no pé direito, nos dois grupos. As diferenças verificam-se entre os grupos, mas não se verificam na sua interação. Conclusão: Este estudo permitiu verificar um aumento da PPM na região do ante pé no grupo de indivíduos com doença de Parkinson e uma diminuição da PPM na região do retro pé, sob condição de tarefa dupla em comparação com a tarefa simples. Entre os dois grupos podemos constatar que a PPM é menor no grupo de indivíduos com doença de Parkinson, comparativamente ao grupo de controlo. No que concerne às diferenças entre as regiões do pé apenas na região do medio pé o grupo de indivíduos com doença de Parkinson apresentam PPM superior ao grupo de controlo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/11430
Designação: Terapia Ocupacional
Aparece nas colecções:ESS - DM - Terapia Ocupacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_AnaFerreira.pdf2,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.