Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/11307
Título: Perceptions on the effectiveness of public policies supporting entrepreneurship and internationalization
Autor: Campos, João Manuel de Castro
Orientador: Braga, Vitor
Correia, Aldina
Palavras-chave: Empreendedorismo
Política e Regulamento do Governo
Negócios internacionais
Políticas públicas
crescimento econômico
inovação
empreendedorismo e internacionalização
Data de Defesa: 2017
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Resumo: It is widely recognized that entrepreneurs and policy makers play a critical role in both economic growth and the growth and development of firms. The ability to innovate is recognized at the international level as a key competitive factor in the business world and public policies are a key instrument that often assist companies to grow to international levels. Entrepreneurship emerges as one of the main mechanisms of social and economic growth and as a result, gains a progressive interest both in the academia to investigate this phenomenon and in several public and private initiatives that promote business activity. The literature shows that entrepreneurship is an important growth factor and therefore it is extremely important to understand if such support has been effective in stimulating entrepreneurial activity. In order to accomplish the objective of the work, a research was developed based on the review of scientific publications related to entrepreneurship- and internationalisation-related public policies, highlighting the contemporaneous approaches on governmental policies and regulations and international business, corroborated by an empirical support that allowed to identify the relations between the public politics supporting entrepreneurship and internationalization of firms. This dissertation includes five key dimensions: innovation, entrepreneurship; public policy; economic growth and internationalisation. The approach of the quantitative study consisted of using the Global Entrepreneurship Monitor (GEM) database that is a research program focused on the relationship between entrepreneurship and the context allowing economic growth and, based on the identification of variables related to public policies to analyse the extent to which they influence the experts’ perceptions on the efficiency of governmental policies to supporting new and growing business. Our data was subjected to statistical, univariate and multivariate analysis that allowed producing the results presented in the two studies. Our results show that the effectiveness of public policies is associated with the information and infrastructures available; adequacy of programs; recognition of the importance of public bodies for entrepreneurship policies; the competence and effectiveness of policy-related institutions; the priority of such policies in the context of national policies; the existence of support for young entrepreneurs; the bureaucratic system and the regulatory framework; and the concentration of policies in a single institution. Our results also suggest that governments gain a reputation and that according to this reputation; individuals evaluate different types of policies in a similar way. In addition, there is evidence that, in some countries, experts evaluate their policies in a more homogeneous way, while others have important divergences when experts evaluate the efficiency of their governments in implementing policies. It has also shown that investing in a reputation can be the result of the conditions that governments create in their societies and economies, in particular as regards a strong institutional and legal framework, the education system and the development of a coherent national culture, conditions of individuals' lives and levels of investment in technology and politics.
É geralmente reconhecido que os empresários e os decisores políticos desempenham um papel fundamental tanto no crescimento económico como no crescimento e desenvolvimento de muitas empresas. A capacidade de inovar é reconhecida, a nível internacional, como um fator competitivo chave no mundo dos negócios e as políticas públicas são um instrumento fundamental que muitas vezes ajudam as empresas a crescer para níveis internacionais. O empreendedorismo surge como um dos principais mecanismos de crescimento económico e, consequentemente, social e, como resultado, adquire um interesse progressivo quer no meio académico para investigar esse fenómeno quer em diversas iniciativas públicas e privadas que promovem a atividade empresarial. A literatura mostra que o empreendedorismo é um fator de crescimento e, portanto, é extremamente importante entender se esse apoio tem sido eficaz para estimular a atividade empresarial. Para alcançar o objetivo do trabalho, foi desenvolvida uma pesquisa baseada na revisão de publicações científicas relacionadas com políticas públicas de apoio ao empreendedorismo e à internacionalização de empresas, destacando as abordagens de referência atuais sobre o tema das políticas e regulamentos governamentais e negócios internacionais, corroborado por um apoio empírico que permitiu identificar as relações entre as políticas públicas que apoiam o empreendedorismo e a internacionalização das empresas. Esta dissertação inclui cinco dimensões-chave: inovação, empreendedorismo; políticas públicas; crescimento econômico e internacionalização. A abordagem deste estudo, de natureza quantitativa, consistiu no uso da base de dados do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) – base de dados focada na relação entre o empreendedorismo e o contexto propício ao crescimento económico, com base na identificação de variáveis relacionadas com políticas públicas para analisar em que medida estas influenciam a perceção dos especialistas sobre a eficiência das políticas governamentais em apoiar negócios novos e em crescimento. Os dados recolhidos foram sujeitos a análises estatísticas, univariadas e multivariadas, que permitiram obter os resultados apresentados nos dois estudos. Os resultados mostram que a eficácia das políticas públicas está associada às informações e infraestruturas disponíveis; adequação de programas; reconhecimento da importância dos órgãos públicos para as políticas de empreendedorismo; á competência e à eficácia das instituições relacionadas com políticas; à prioridade de tais políticas no contexto das políticas nacionais; à existência de apoio a jovens empreendedores; ao sistema burocrático e ao quadro regulatório; e à concentração de políticas numa única instituição. Os resultados sugerem, também, que os governos ganham reputação e que, de acordo com essa reputação, os indivíduos avaliam diferentes tipos de políticas de forma semelhante. Adicionalmente, há evidência de que em alguns países, os peritos avaliam as suas políticas de forma mais homogénea, enquanto outros têm divergências importantes quando os especialistas avaliam a eficiência dos seus governos na implementação de políticas. Também mostrou que investir numa reputação pode ser o resultado das condições que os governos criam nas suas sociedades e economias, em particular no que diz respeito a um forte quadro institucional e jurídico, ao sistema educacional e ao desenvolvimento de uma cultura nacional coerente, condições de vidas de indivíduos e níveis de investimento em tecnologia e política.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Gestão e Internacionalização de Empresas
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/11307
Designação: Mestrado em Gestão e Internacionalização de Empresas
Aparece nas colecções:ESTGF - DM - Gestão e Internacionalização de Empresas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_JoaoCampos_MGIE_2017.pdfDM_JoaoCampos_MGIE_20171,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.