Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/11272
Título: A internacionalização de empresas portuguesas: estudo de caso
Autor: Almeida, Joana Eduarda Soares Rios Gomes de
Orientador: Pereira, Raquel Susana da Costa
Palavras-chave: Empresas
Estratégias
Estudos de caso
Internacionalização
Portugal
Companies
Case studies
Internationalization
Strategies
Data de Defesa: 28-Nov-2017
Resumo: Num contexto de globalização, os mercados externos apresentam-se, cada vez mais, como imprescindíveis à sobrevivência das empresas. Com efeito, as oportunidades e ameaças que a globalização envolve são determinantes para que as empresas procurem novas formas de manter e aumentar o seu desempenho e sustentabilidade. A internacionalização assume, por isso, primordial importância para a competitividade das mesmas. Este processo envolve a definição de estratégias operacionais que resultarão em importantes fluxos financeiros, de produtos e de conhecimento para as organizações. Em Portugal e, após a recente crise económica, o tema da internacionalização, sobretudo para as Pequenas e Médias Empresas (PME), tornou-se fundamental para a sua sustentabilidade. O processo de internacionalização é incremental para a grande maioria das empresas portuguesas. O investimento externo surge como efeito de uma experiência de exportação. Considerando que um processo de internacionalização é um processo complexo, envolvendo riscos elevados, o objetivo deste trabalho será estudar o processo de internacionalização de duas empresas portuguesas e uma ibérica. Seguindo uma metodologia qualitativa, assente no estudo de caso, pretende-se perceber o porquê e como decorreu o seu processo de internacionalização, seus objetivos e estratégias envolvidas. Dado que, ao analisar o processo de internacionalização de uma empresa, é importante confrontar modelos teóricos com a prática empresarial, procuraremos confrontar e verificar a validade das teorias e literatura relevantes com os casos em análise. De acordo com os resultados obtidos foi possível concluir que não existe, para as empresas em estudo, um modo de entrada único, existindo recurso à utilização de múltiplos modos de entrada, identificável com o modelo não sequencial. A vontade de crescimento revelou-se como a motivação em comum e mais referida pelas empresas, assim como as barreiras culturais para os principais entraves à internacionalização. Ambas as empresas recorrem a apoios externos, mas com diferentes finalidades e as mesmas revelaram-se ainda ricas na variedade de informações a que nos foi dado acesso.
In a context of globalization, external markets are becoming more and more indispensable to the survival of companies. Indeed, the opportunities and threats that globalization entails are crucial for companies to seek new ways to maintain and increase their performance and sustainability. Internationalization is therefore of prime importance for their competitiveness. This process involves the definition of operational strategies that will result in important financial, product and knowledge flows for organizations. In Portugal, and after the recent economic crisis, the theme of internationalization, especially for Small and Medium Enterprises (SMEs), has become fundamental for its sustainability. The internationalization process is incremental for the great majority of Portuguese companies. External investment is the result of an export experience. Considering that an internationalization process is a complex process, involving high risks, the aim of this work will be to study the internationalization process of two Portuguese companies and one Iberian. Following a qualitative methodology, based on case study, we intend to understand why and how its internationalization process occurred, its goals and the strategies involved. Given that, when analyzing the process of internationalization of a company, it is important to confront theoretical models with business practice, we will try to confront and verify the validity of relevant theories and literature with the cases under analysis. According to the results obtained, it was possible to conclude that for the companies under study there is no single input mode, and there is a use of multiple input modes, identifiable with the non-sequential model. The will to growth has proved to be the common motivation and more mentioned by the companies, as well as the cultural barriers to the main obstacles to internationalization. Both companies rely on external support, but for different purposes and they have proved rich in the variety of information to which we have been granted access.
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/11272
Designação: Assessoria de Administração
Aparece nas colecções:ISCAP - DM - Assessoria de Administração

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Joana_Almeida_MAA_2017.pdf1,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.