Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/1121
Título: Papel do polimorfismo Pro12 Ala no gene PPAR Gama 2 na obesidade e diabetes mellitus tipo 2 - uma meta análise
Autor: Castro, Ana Cristina
Orientador: Fernandes, Rúben
Oliveira, Rosa
Palavras-chave: PPARγ2
Polimorfismo PRO12ALA
Obesidade
DM2
PPARγ2
PRO12ALA Polymorphism
Obesity
DM2
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Resumo: A obesidade e a diabetes mellitus tipo 2 (DM2) são considerados dois grandes problemas de saúde pública. A má alimentação e a falta de atividade física encontram-se entre os principais desencadeadores de um crescente número de indivíduos obesos, diabéticos e com sensibilidade à insulina diminuída. Este aumento tem motivado a comunidade científica a investigar cada vez mais para o elevado contributo da herança genética associada aos fatores sociais e nutricionais. O gene dos recetores ativados por proliferadores do peroxissoma gama 2 (PPARγ2) desempenha um papel importante no metabolismo lipídico. Uma vez que o PPARγ2 é maioritariamente expresso no tecido adiposo, uma redução moderada da sua atividade tem influência na sensibilidade à insulina, diabetes, e outros parâmetros metabólicos. Vários estudos sugerem que tanto fatores genéticos como fatores ambientais (tais como a dieta), poderão estar envolvidos na formação de padrões associados ao polimorfismo Pro12Ala com a composição corporal em diferentes populações humanas. Os diversos estudos genéticos envolvendo o estudo do polimorfismo Pro12Ala do PPARγ2 na suscetibilidade de possuir risco de diabetes e obesidade em várias populações têm proposto conclusões diversas. Em alguns parece haver mais associações do que outros e, às vezes, não demonstram sequer associação. Desta forma, o presente trabalho teve como objectivo contribuir para a elucidação do impacto do polimorfismo Pro12Ala do PPARγ2 na resistência à insulina associada à DM2 e na obesidade, mediante estudo sistematizado da literatura existente até à data, através de meta análise. Do total de uma pesquisa de 63 publicações, foram incluídos 32 artigos no presente estudo, sendo que destes 25 foram incluídos na síntese qualitativa e 11 incluídos na sintese quantitativa. No presente trabalho pode-se concluir que existe evidência estatística que suporta a hipótese de que o polimorfismo Pro12Ala do PPARγ2 pode ser considerado um fator protetor para a DM2 [p <0,05 e OR (odds ratio) 0,702, com IC (intervalos de confiança) com valores que nunca incluem o 1]. No entanto, e mediante os mesmos pressupostos, o mesmo polimorfismo pode ser considerado um fator de risco ao desenvolvimento de obesidade, pela evidência estatística [p <0,05 e OR de 1,196, com IC com valores que nunca incluem o 1].
Obesity and type 2diabetes mellitus (T2DM) are considered two major public health problems. A poor diet and lack of physical activity are among the main triggers of a growing number of obese, diabetic and insulin sensitivity decreased. This increase has motivated the scientific community to investigate increasingly to the high contribution of genetic factors associated with social and nutritional. The gene of the receivers of the peroxisome proliferator activated by gamma 2 (PPARγ2) plays an important role in the lipid metabolism. Since PPARγ2 is expressed mainly in adipose tissue, a moderate reduction of its activity influences the sensitivity to insulin, diabetes, and other metabolic parameters. Several studies suggest that both genetic and environmental factors (such as diet), may be involved in pattern formation Pro12Ala polymorphism associated with body composition in different human populations. The various genetic studies involving the study of the Pro12Ala polymorphism in PPARγ2in susceptibility to possess risk of diabetes and obesity in various populations have proposed different conclusions. In some associations appear to be more than others and sometimes not even show association. Thus, the present study aimed to contribute to the elucidation of the impact of the Pro12Ala polymorphism in PPARγ2 insulin resistance associated with T2DM and obesity, through systematic study of the literature to date, with a meta analysis. Of the total of 63 research publications, 32 articles were included in this study, of which 25 were included in the qualitative synthesis and 11 included in quantitative synthesis. In the present study we can conclude that there is statistical evidence that supports the hypothesis that polymorphism Pro12Ala of PPARγ2 may be considered a protective factor for T2DM [p <0.05 and OR (odds ratio) 0,702, with CI (confidence intervals) and with values that never include 1]. However, under the same assumptions, the same polymorphism can be considered a risk factor for the development of obesity, by statistical evidence [p <0.05 and OR of 1.196, with CI values that never include 1].
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.22/1121
Aparece nas colecções:ESTSP - DM - Tecnologia Bioquímica em Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM_AnaCastro_2012.pdf1,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.