Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.22/10433
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCampos, Jorge Manuel Costa-
dc.contributor.authorMonteiro, Pedro Miguel de Castro Alves-
dc.date.accessioned2017-11-14T17:32:18Z-
dc.date.available2017-11-14T17:32:18Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.22/10433-
dc.description.abstractDocumentar e construir memória é uma aspiração universal essencial a todos os povos. O cinema de não-ficção é um dos veículos óbvios para o materializar. Fazê-lo com sentido ético é respeitar não só a sua evocação, mas também aqueles que utilizamos para a verbalizar como participantes nos nossos filmes e aqueles que a recebem e a interpretam como audiência. O olhar subjectivo do indivíduo como autor é ao mesmo tempo um acto interventivo e político. Se esse olhar sobre o mundo for autobiográfico e na primeira pessoa, pode proporcionar às audiências uma visão intimista de factos históricos relevantes. À nossa mundivisão poderão então ser somadas outras vindas de uma míriade de diferentes perspectivas e pontos de vista, o que contribuirá por certo para uma visão múltipla e multiplicada desses mesmos factos históricos relevantes.pt_PT
dc.description.abstractTo document and to build memory is an universal aspiration essential to all people. Non-fiction cinema is one of the obvious vehicles to materialize it. To do it with ethic sense is to respect not only its evocation, but also those who we use to verbalize it as participants in our movies and those who receive and interpret it as an audience. The subjective gaze of the individual as an author is at the same time an interventional and political act. If that gaze over the world is autobiographical and in the first tense, it could provide to the audiences an intimate vision of relevant historical facts. To our vision of the world, it could be added others from a lot of different perspectives and points of view, what for sure will give an contribute to a multiple and multiplied vision of those same relevant historical facts.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectDocumentáriopt_PT
dc.subjectÉticapt_PT
dc.subjectAutobiográficopt_PT
dc.subjectSubjectividadept_PT
dc.subjectMemóriapt_PT
dc.subjectDocumentarypt_PT
dc.subjectEthicspt_PT
dc.subjectAutobiographypt_PT
dc.subjectSubjectivitypt_PT
dc.subjectMemorypt_PT
dc.titleO autobiográfico e a ética no documentário com familiares em O medo vai ter tudopt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameProjeto para a obtenção do grau de Mestre em Comunicação Audiovisual, Especialização em Fotografia e Cinema Documentalpt_PT
Aparece nas colecções:ESMAE - DM - Comunicação Audiovisual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pedro_Monteiro_MCA_2012.pdf65,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.